Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Tesla pretende instalar bateria gigante na Austrália

por Larissa Fereguetti | 10/11/2020
Copiado!

Um dos objetivos é atender a maior demanda de geração de energia eólica e solar.

A Tesla fará uma parceria com a francesa Neoen SA para instalar uma das maiores baterias de íon-lítio do mundo na Austrália. O plano é modernizar e estabilizar a rede local.

A bateria, de 300 megawatt de potência e 450 megawatts-hora de armazenamento, será localizada na cidade de Geelong, no estado de Victoria, no sudeste. Ela será o dobro do tamanho da bateria da Neoen instalada em Hornsdale, no sul da Austrália, que era a maior instalação quando começou a operar, em 2017. Ainda, usará a tecnologia Megapack da Tesla.

O novo sistema, instalado no segundo estado mais populoso da Austrália, pode ajudar a contribuir para a meta local de ter 50% de energia renovável até 2030. A previsão da Neoen é que a bateria comece a operar até o final de 2021.

Essa tecnologia de armazenamento de energia em bateria está cada vez mais popular para atender à demanda de apoio ao aumento na geração de energia eólica e solar. Segundo a agência de notícias Bloomberg, cerca de US$ 951 bilhões serão investidos na tecnologia até 2050, com dois terços implantados em sistemas de utilidade pública.

imagem de turbinas de energia eolica representando bateria da tesla
Imagem: Nicholas Doherty | via Unsplash

Robyn Denholm, presidente da Tesla, afirmou que “A Tesla está vendo uma demanda crescente por baterias em escala de rede e o novo projeto australiano oferecerá mais evidências de que os sistemas são adequados para fazer backup de energia eólica e solar intermitentes.” Segundo ela, a tendência que estamos vendo no mundo é de muitos operadores de energia que não querem seguir na linha de combustível fóssil, eles querem armazenar energia renovável.

Atualmente, há vários projetos instalação de baterias de armazenamento no mundo, como EUA e China. Segundo Lily D’Ambrosio, ministra de energia, meio ambiente e mudanças climáticas da Austrália, “A grande bateria ajudará a proteger nossa rede no verão, criar empregos e reduzir os preços da energia, além de apoiar nossa recuperação da pandemia de coronavírus”. Segundo ela, isso faz parte de um plano para fornecer segurança, confiabilidade e energia acessível.

A Austrália sofreu no ano passado com temperaturas elevadas, o que requer uma alta demanda de energia. Nos últimos anos, as redes antigas sofreram vários apagões. O estado de Victoria, especificamente, depende muito de usinas movidas a carvão.

A expectativa é de que a bateria abasteça meio milhão de residências por hora. O estado vai pagar à Neoem 84 milhões de dólares pela rede elétrica.

Referências: Bloomberg; TechXplore.

Leia também: Como a Energia Renovável ajuda no desenvolvimento de um país?

O que você acha do projeto? Comente!

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários