Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Cientistas desenvolvem sistema para drones detectarem focos de incêndio

por Larissa Fereguetti | 04/07/2019
Copiado!

Drones são usados para muita coisa: em obras, para entrega de comidas, remédios e órgãos para transplante, para acompanhar shows, tirar fotos em alta resolução, registrar informações em regiões de difícil acesso e mais. Agora, eles também podem ser usados para detectar focos de incêndio e, consequentemente, permitir a ação antes que o fogo se alastre.

Os desenvolvedores do sistema são do Departamento de Engenharia de Sistema e Automação da Universidad Carlos III de Madrid (UC3M). Eles criaram tanto o sistema de voo automático completo como a interface com a qual o serviço de emergência pode acessar informações e saber o que está acontecendo em tempo real.

drones detectarem focos de incêndio
Imagem: news.yahoo.com

Como funciona o sistema com drones?

Para isso, foi preciso usar um drone com uma câmera térmica, uma câmera óptica e quatro sensores para identificação da temperatura no local. As torres de identificação podem detectar um incêndio em um perímetro de até 15 quilômetros. Dentro delas há um hangar com o drone.

Quando é acionado, os sensores térmicos enviam alarme com a localização exata do incêndio. Os drones voam até lá e reúnem imagens da situação em tempo real. O centro de emergência pode controlar o drone para coletar as informações desejadas.

drones detectarem focos de incêndio
Imagem: eitdigital.eu

Quando a missão termina, o drone retorna para a torre e recarrega automaticamente. As vantagens são imensas e incluem o fato de que é muito mais seguro, barato e prático não precisar deslocar uma equipe até o local, isso sem contar que permite que o foco seja identificado antes de o incêndio assumir proporções maiores.

A tecnologia inovadora é o primeiro passo para o desenvolvimento de serviços tecnológicos que auxiliam na prevenção de incêndios florestais. O objetivo, de modo geral, também é estar um passo a frente do problema, principalmente baseado no fato de que a Espanha é o país europeu mais afetado por incêndios, de acordo com dados de 2018.

Fontes: UC3M; Phys.org

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários