Engenharia 360

Quais são as expectativas de salário para engenheiros em 2023?

Engenharia 360
por Redação 360
| 13/01/2023 | Atualizado em 22/01/2023 3 min

Quais são as expectativas de salário para engenheiros em 2023?

por Redação 360 | 13/01/2023 | Atualizado em 22/01/2023
Engenharia 360

A profissão de engenheiro é regulamentada no Brasil desde 1933 – cujo foco é buscar soluções que mesclem a viabilidade econômica e técnica. O profissional que deseja exercer uma das suas áreas, precisa realizar curso superior, que geralmente dura cinco anos – com relação com as ciências exatas, a exceção da Engenharia Genética, que também faz relação com as ciências biológicas -, em instituição de ensino – pública ou privada – reconhecida pelo Ministério da Educação. Além disso, obter o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Agora, uma dúvida que muitos estudantes têm é se vale mesmo a pena, pensando na questão financeira, seguir a carreira de engenheiro. Bom, antes de tudo, temos que destacar que a Engenharia é essencial para o funcionamento da vida como a conhecemos. Ela está em tudo e transforma nossa realidade a cada instante. É através das engenharias que podemos desenvolver soluções para os mais diversos problemas que precisamos enfrentar no dia a dia, incluindo o trato com o meio ambiente, a produção de alimentos, a distribuição de recursos, a construção de abrigos, e mais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dito isso, mesmo que outras profissões prometam no momento pagar mais, podemos prever que, diante do sobe e desce da economia, a estabilidade – por meio da necessidade de mercado – possa ser algo mais atraente a ser considerado. Confira, a seguir, detalhes sobre a evolução do salário dos engenheiros nos últimos anos, e o piso previsto para 2023!

salário previsto para engenheiros
Imagem de Pixabay

Podemos esperar um reajuste salarial em 2023?

Vamos analisar a curva dos valores de salários dos engenheiros nos últimos anos. Por exemplo, entre 2015 e 2017, o piso salarial estava em torno de R$ 3.000 e R$ 4.000. Já em 2019, em torno de R$ 5.988. E em 2022, com o valor do Salário Mínimo Nacional foi de R$ 1.212. E, detalhe, ainda é! O governo atual ainda não conseguiu fazer o devido reajuste, sobretudo por conta do represamento de pedidos para o INSS, que não foi devidamente apresentado com transparência ao governo de transição. Agora, existe o temor de um escalonamento desse reajuste até o fim do ano de 2023. Vamos aguardar!

Pois bem, na melhor das hipóteses, existe a perspectiva do reajuste do Salário Mínimo Nacional. Contudo, independente disso, de acordo com a Lei 4.950-A/1966, a remuneração dos Engenheiros equivale à carga horária de 6 horas diárias, 7:30 de trabalho e 8 horas de trabalho. Se o valor do Salário Mínimo nacional for mantido em R$ 1.212, deve-se pagar R$ 7.272, para 6 horas diárias de trabalho; R$ 9090, para 7:30 de trabalho; e R$ 10.908, para 8 horas de trabalho.

Qual o possível piso salarial do engenheiro em 2023?

Temos a perspectiva do reajuste do Salário Mínimo Nacional para R$ 1.320. Nesse caso, os engenheiros celetistas também podem esperar novos valores de salário. Seguindo a lei, em 2023, a remuneração passa a ser R$ 7.920,00, para seis horas; R$9.090,00, para 7:30; e R$10.908,00, para 8 horas. Estes números devem servir de referência à administração pública direta e indireta da União, estados, municípios, visando a valorização profissional. Claro que este é o menor valor a ser pago. Ou seja, pode-se oferecer mais para determinados profissionais mais especializados e em vagas com atividades que exijam mais responsabilidades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O piso é estabelecido considerando as lutas sindicais e necessidades de determinada região. Mas, como mencionado antes, as áreas da engenharia também favorecem a diferença de remuneração. Veja exemplos de piso salarial em algumas áreas de atuação de um engenheiro:

  • Engenheiro de Petróleo: remuneração em torno de R$ 15.126;
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho: remuneração em torno de R$ 8.024;
  • Engenheiro de Minas: remuneração em torno de R$ 7.768;
  • Engenheiro Naval: remuneração em torno de R$ 7.559;
  • Engenheiro Mecânico: remuneração em torno de R$ 7.546;
  • Engenheiro Civil: remuneração em torno de R$ 7.325.;
  • Engenheiro Eletricista: remuneração em torno de R$ 7.982,40;
  • Engenheiro de produção: remuneração em torno de R$ 7.457,63;
  • Engenheiro Sanitarista: remuneração em torno de R$ 4.628,00; e
  • Engenheiro de Alimentos: remuneração em torno de R$ 4.878,00.

Fontes: Salário Mínimo 2023, SENGE RS, Benzor.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo