Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Quais os tipos de rejunte e para que servem? | 360 Explica

por Clara Ribeiro | 09/03/2021

O que acha de descobrir mais sobre esse material imprescindível para qualquer obra?

Os rejuntes são fundamentais para fixação, assentamento e durabilidade de cerâmicas, pisos, azulejos, entre outros recursos inerentes às construções. Um bom rejunte garante, por exemplo, que o piso fique uniforme, resultando em uma superfície plana. 

Existem alguns tipos de rejuntes que podem ser aplicados em diferentes peças. Cada um é indicado para um determinado ambiente.

Elaboramos um post para explicar a funcionalidade dos rejuntes, suas aplicações e dicas para comprar os melhores para sua obra.

O que é o rejunte?

O rejunte é um material industrializado e sua finalidade principal é preencher as juntas de assentamento entre placas cerâmicas, podendo ser pisos e revestimentos. Serve também para dar um acabamento especial quando necessário e requisitado.

Suas principais características são:

  • Baixa permeabilidade 
  • Protege da umidade
  • Estabilidade de cor 
  • Fácil de limpar
  • Consegue absorver deformações 
  • Acabamento liso 
  • Fixação das placas cerâmicas

A saber, rejuntes são um dos tipos de argamassa. É um material essencial para segurança e melhor acabamento da obra. Além disso, apostando nesse item, pode-se conseguir maior durabilidade e um menor custo com retrabalho, por exemplo.

aplicação de rejunte

Tipos de rejuntes

Não há somente um tipo de rejunte. O mercado disponibiliza uma série de opções, as quais demandam uso em casos específicos. Ou seja, cada um pede o uso em um tipo de material.

  • Rejunte base cimentícia: O rejunte cimentício é um dos mais populares. E você encontra versões tanto para revestimentos de cerâmica tradicional como para porcelanatos. Caso opte por usar em ambientes úmidos como banheiros, cozinhas, lavanderias, é importante que ele seja impermeabilizado. Esse modelo é uma boa opção para locais onde as juntas de assentamento são maiores. 
  • Rejunte base epóxi: É um rejunte de ótima resistência, ideal para locais úmidos e encharcados como piscinas e espelhos d’águas. Isso por que são rejuntes impermeáveis, anti mofo e anti manchas. Com essas especificidades é o rejunte indicado para ambientes úmidos, principalmente pela resistência e durabilidade que ele irá proporcionar. O custo dele é um pouco mais elevado em comparação com o cimentício justamente por seus materiais. 
  • Rejunte de resina acrílica: É um modelo moderno, digamos. Existem versões desses rejuntes prontos para uso. Oferece um excelente acabamento e também é impermeável, o que é essencial para o uso em ambientes úmidos como cozinhas, banheiros, lavanderias, entre outros. Além disso, apresenta ótimo custo x benefício, uma vez que é bastante durável.

Modo de preparo e aplicação

O preparo do rejunte é simples. No entanto, antes de aplicar, deve sempre conferir o que está descrito na embalagem do produto.

Como falamos anteriormente, você pode optar por rejunte acrílico que pode ser encontrado na versão pronto para uso, se quiser um passo a passo mais prático.

Importante frisar que deve-se respeitar o tempo de secura do rejunte para transitar pelo local. O tempo é descrito pelo fornecedor.

Esperamos ter sanado todas as suas dúvidas sobre rejunte. Caso tenha qualquer outra, deixe para a gente que tentaremos lhe ajudar.

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.

Comentários