Engenharia 360

Aprenda como funciona o processo de tratamento de efluentes industriais

Engenharia 360
por Redação 360
| 14/09/2022 | Atualizado em 27/01/2023 4 min

Aprenda como funciona o processo de tratamento de efluentes industriais

por Redação 360 | 14/09/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

A negligência no processo de tratamento de efluentes industriais – seja físico, químico ou biológico – não pode ser aceita, jamais! Aliás, o tem ‘Efluentes industriais’ é bastante importante para o setor da indústria. Sabe por quê? Porque precisamos, de verdade, respeitar o uso da água, que é um recurso limitado. As empresas não podem simplesmente usá-la, nos mais diversos processos, sem pensar nas consequências da possível poluição que podem provocar na natureza, impactando a vida de todos – incluindo plantas, animais e… nós, humanos.

Tratamento de Efluentes Indústria
Imagem reproduzida de Tratamento de Água

O que é ‘efluente industrial’?

Vamos lá, o efluente industrial faz relação com a água residual dos processos produtivos industriais. E de onde ele vem? De lavagem de equipamentos e fábricas, tratamentos químicos, biológicos, e mais. E, como podemos imaginar, essa água carrega diferentes contaminantes – muitos deles produtos tóxicos; e, por isso, obviamente, não pode ser devolvida desse jeito para rios e lagos, por exemplo, e muito menos reutilizada para fins em que a potabilidade é fundamental.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Realizar, portanto, o tratamento de seus efluentes é dever de toda a indústria!

E, olha, isso não é opcional, mesmo para indústrias menores, sendo algo cobrado através da lei ambiental do nosso país. O tratamento pode ser feito por equipe interna ou por terceirizados, com equipamentos especializados para o condicionamento da água para descarte nos corpos hídricos. Nos dois casos, é preciso o monitoramento das licenças ambientais para que a empresa, de fato, aplique o tratamento correto do resíduo.

processo de tratamento de efluentes industriais
Imagem reproduzida de FUSATI Ambiental

Quais os processos de tratamentos para efluentes industriais?

Resumidamente, os processos de tratamento são divididos em três modelos. Contudo, podem ser elencados pelos especialistas mais processos, de acordo com o tipo de efluente a ser tratado. Mas, por hora, vejamos os principais métodos!

Tratamento de Efluentes Indústria
Imagem reproduzida de ideia sócio ambiental

Processo Físico

Envolve a separação de sólidos no efluente, ou melhor, na água descartada pela indústria. Para isso, são utilizados materiais para sedimentação, flutuação ou suspensão. Quando possível, são removidos os contaminantes por gradeamento, peneiramento, caixas separadoras de óleos e gorduras, desarenadores e flotação. E ainda pode-se fazer uso de procedimentos como radiação e luz ultravioleta.

Processo Químico

O foco, neste estágio, é alterar, com acompanhamento laboratorial, a composição molecular do efluente, separando qualquer contaminante da água. Os produtos usados são para agir para a realização de coagulação, floculação, normalização do PH e desinfecção em geral do efluente. E os processos químicos utilizados mais utilizados são: clarificação, eletrocoagulação, precipitação, cloração, oxidação, redução e troca iônica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Processo biológico

No processo biológico, é feita a remoção da carga bacteriana e da matéria orgânica que não se solidificou, ainda dissolvida, flutuante ou em suspensão no líquido. Nesse caso, a matéria indesejada é transformada em material flutuante, sedimentado ou em gases. Para isso, são utilizados processos de tratamento como: aeróbicos, facultativos, anaeróbios.

Tratamento de Efluentes Indústria
Imagem reproduzida de Companhia de Saneamento Municipal – Juiz de Fora MG

Depois de tudo isso, o efluente pode ser conduzido ao corpo d’água mais adequado para seu descarte. Seguindo este passo a passo, as indústrias não correm o risco de afetarem o meio ambiente e garante o cumprimento da legislação ambiental. Uma maneira de provar isso depois para a sociedade é coletando o certificado de destinação final do material.

Quando se percebe ser necessário o processo de tratamento de efluentes industriais?

Então, quando considerar a questão ‘tratamento de efluentes’? Quando há água residual no processo, ou seja, os líquidos que não foram incorporados aos produtos ou não se perderam por evaporação. Mas, atenção, pois existe um tipo ou método de tratamento adequado para cada caso, o que só pode ser avaliado por técnicos especializados. De todo modo, o tratamento deve considerar:

  • carga orgânica,
  • presença de contaminantes,
  • carga tóxica dos materiais,
  • além de presença de sólidos, e
  • presença de componentes químicos na composição.
Tratamento de Efluentes Indústria
Imagem reproduzida de Nova Ambiental

Veja Também: Revelamos à você quais as 5 etapas para o tratamento de água 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: Info Opersan, VG Resíduos, Terra Ambiental.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo