Engenharia 360

Crise em Maceió: Entenda as Minas de Sal-Gema e o Perigo de Afundamento

Engenharia 360
por Redação 360
| 04/12/2023 3 min
Imagem de Tawatchai em Freepik via Agência Brasil

Crise em Maceió: Entenda as Minas de Sal-Gema e o Perigo de Afundamento

por Redação 360 | 04/12/2023
Imagem de Tawatchai em Freepik via Agência Brasil
Engenharia 360

Desde o dia 1 de dezembro de 2023, a imprensa tem dado bastante atenção ao caso de Maceió. Para quem não acompanhou os últimos eventos, o Engenharia 360 explica melhor. Desde os anos de 1970, a empresa Braskem tem explorado as minas de sal-gema da região. Essa atividade aconteceu em 35 minas espalhadas pelo subsolo da cidade. Mas, infelizmente, isso trouxe consequências ruins. Agora parte do terreno de bairros está desabando, colocando a população em estado de alerta.

minas de sal-gema
Imagem de UFAL via Agência Brasil

Como a exploração das minas de sal-gema afetou a região de Maceió?

Não sabemos as reais condições dessa exploração de sal-gema em Maceió. Porém, queremos destacar neste texto que a exploração inadequada de sal-gema pode, sim, pôr em risco um território se a mesma causar vazamentos de líquidos. Por exemplo, isso pode provocar a instabilidade de solo e o colapso das minas, fazendo surgir grandes crateras - o que justamente aconteceu na região do Mutange.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Especialmente em Maceió, a exploração já afetou os bairros de Pinheiro, Mutange, Bebedouro, Bom Parto e parte do Farol, impactando mais de 200 mil pessoas. Comércios, residências e ruas começaram apresentar os sintomas graves ainda em 2018, com várias trincas e rachaduras que comprometeram a estabilidade e segurança das construções. Isso forçou a evacuação de muitas zonas. E os danos patrimoniais e ambientais não devem parar por aí, o que só o tempo deve revelar.

minas de sal-gema
Imagem de Tekportal via Cristal Jr

Quais substâncias são extraídas das minas de sal-gema?

Antes de tudo, é importante explicar o que são minas de sal-gema. Nesses locais, é realizada a extração de cloreto de sódio e outras substâncias, que podem ser usadas em soda cáustica e policloreto de vinila, por exemplo. Essa exploração, como bem se pôde entender antes, é feita a partir de escavação de poços, com a injeção de água para criar salmoura; então o cloreto pode ser retirado.

A saber, a Braskem, responsável pelas minas de sal-gema em Maceió, encerrou a extração. Porém, a empresa enfrenta hoje o risco iminente de colapso em uma das minas.

minas de sal-gema
Arte reproduzida de O GLOBO
minas de sal-gema
Arte reproduzida de O GLOBO

Quais medidas a Braskem tomou após o colapso das minas de sal-gema?

Quando surgiram os primeiros problemas de extração nas minas de sal-gema de Maceió, a Braskem encerrou as atividades na região, pagou indenizações, realocou os moradores afetados e começou a preencher as minas com areia e cimento, sob supervisão da Agência Nacional de Mineração (ANM). Atualmente, a empresa mantém monitoramento técnico contínuo das áreas afetadas para mitigar o risco de colapso, prevendo a conclusão das obras entre o final de 2024 e o início de 2025.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: Carta Capital, UOL.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo