Engenharia 360

Indiana Jones da vida real: Descubra as incríveis aventuras da Engenharia e Arquitetura Urbana

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 13/06/2023 | Atualizado em 01/07/2023 4 min
Imagem reproduzida de Caos Planejado

Indiana Jones da vida real: Descubra as incríveis aventuras da Engenharia e Arquitetura Urbana

por Simone Tagliani | 13/06/2023 | Atualizado em 01/07/2023
Imagem reproduzida de Caos Planejado
Engenharia 360

Alain Bertaud é conhecido como o "Indiana Jones da vida real". Com uma carreira que abrange mais de meio século, trabalhou em diversos projetos e estudou muito a cultura global, principalmente no campo do urbanismo. Neste texto do Engenharia 360, exploraremos as fascinantes ideias e experiências desse profissional, que revelam segredos e desafios da Engenharia e Arquitetura. Confira!

Veja Também: O Despertar da Arqueologia: Lugares Revelados devido à Seca Global

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem é Alain Bertaud e por que ele é comparado à personagem "Indiana Jones"?

Alain Bertaud é um arquiteto e urbanista francês especializado em urbanismo e planejamento urbano. Ele é conhecido pela sua extensa experiência no campo do urbanismo em várias cidades ao redor do mundo. Aliás, Bertaud é tipo um "senior fellow" no Marron Institute of Urban Management da Universidade de Nova York, além de ex-planejador urbano do Banco Mundial.

Alain Bertaud - Indiana Jones da Engenharia e Arquitetura
Imagem reproduzida de Caos Planejado

A saber, seu livro intitulado "Ordem sem Design - Como os mercados moldam as cidades" foi lançado em 11 de abril. A obra discute a importância dos mercados na formação das cidades e argumenta que o planejamento urbano deve se concentrar em facilitar as interações entre os indivíduos e as forças do mercado, em vez de tentar controlar o resultado do desenvolvimento urbano.

Alain Bertaud - Indiana Jones da Engenharia e Arquitetura
Imagem reproduzida de Amazon

Mas por que Alain Bertaud é comparado a "Indiana Jones", sobretudo dos arquitetos? Bem, devido ao seu conhecimento acumulado e suas viagens pelo mundo ao longo de mais de meio século de carreira. Assim como Indiana Jones se aventurava no desconhecido em busca de tesouros escondidos, Bertaud explorou diversas cidades ao redor do mundo - em países como China, Iêmen, Índia, Tailândia, México, Rússia e África do Sul - para entender como elas funcionam.

Alain Bertaud - Indiana Jones da Engenharia e Arquitetura
Alain Bertaud em viagem pelo mundo | Imagem de Order without Design/Alain Bertaud, reproduzida de Caos Planejado

Como Bertaud define as cidades e o seu desenvolvimento?

Recentemente, Alain Bertaud apresentou suas principais ideias durante uma palestra no Insper - justamente para o lançamento de seu livro. E, na ocasião, ele definiu as cidades como mercados de trabalho, onde as pessoas procuram oportunidades de emprego e as empresas se estabelecem para encontrar trabalhadores qualificados. Por fim, Bertaud enfatizou a importância de haver mais imóveis acessíveis e transporte eficiente para o funcionamento eficaz dessas organizações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como se formam as cidades?

Vamos explicar melhor! Segundo Bertaud, as cidades se desenvolvem a partir de ordens espontâneas, devido à mobilidade das pessoas em busca de atividades e qualidade de vida. Ele argumenta que é difícil, por exeplo, criar uma cidade do zero, exceto no caso de capitais como Brasília, pois as cidades se formam naturalmente com base nas interações das pessoas e são influenciadas por eventos históricos e econômicos.

Alain Bertaud - Indiana Jones da Engenharia e Arquitetura
Plano urbano de Chandigarh, capital de Punjab, na Índia. | Imagem de Fundation Le Corbusier/ADAGP, reproduzida de Caos Planejado
Alain Bertaud - Indiana Jones da Engenharia e Arquitetura
Imagem de Flávio André - MTUR, reproduzida de Caos Planejado

Como direcionar essa formação?

Resumindo, Bertaud defende que os mercados são os melhores mecanismos para alocar recursos nas áreas urbanas, permitindo a criação de redes de transporte eficientes, diversidade de opções de moradia e bairros comerciais vibrantes. Ele acredita que, nesse caso, o papel do governo deve ser o de facilitador, em vez de controlador, eliminando barreiras regulatórias que dificultam a livre circulação de pessoas e mercadorias.

Qual o cenário das cidades brasileiras?

No contexto brasileiro, Bertaud destaca a necessidade de revisar as leis de zoneamento e regulamentação urbanística, tornando-as mais modernas e eficientes. Ele sugere a regularização e melhoria das favelas, visando a integração dos moradores mais pobres ao mercado de trabalho e aos serviços básicos, como transporte, energia e gás.

Por último, em relação à formação de planejadores urbanos, Bertaud enfatiza a importância de ter uma abordagem crítica e observar a realidade nas ruas, compreendendo a população e suas atividades. Ele destaca que a experiência prática e a coleta de dados são fundamentais para um bom entendimento de uma cidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Conclusão | Como um mercado de trabalho eficiente deve funcionar em uma cidade?

Segundo Alain Bertaud, um mercado de trabalho eficiente em uma cidade funciona quando os imóveis são acessíveis e o transporte é eficiente, permitindo que os moradores se desloquem de uma parte da cidade para outra em menos de uma hora - mais ou menos com um tempo médio de cerca de 30 minutos. E o objetivo do planejamento urbano deve ser facilitar as interações entre indivíduos e forças de mercado, em vez de controlar o resultado do desenvolvimento urbano.

Confira a entrevista de Bertaud para o Insper na íntegra:

Outras entrevistas com Alain Bertaud que valem ser conferidas:

Veja Também:


Fontes: Caos Planejado, Insper.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada nos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Letras Português; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital, Gestão de Projetos, Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo