Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Na onda dos carros autônomos, a aposta dessa montadora é um veículo sem pedais e volante

Engenharia 360
por Engenharia 360
| 17/01/2018 2 min

Na onda dos carros autônomos, a aposta dessa montadora é um veículo sem pedais e volante

por Engenharia 360 | 17/01/2018
Copiado!

Já imaginou dirigir um veículo que não possui nenhum pedal sequer? E se formos ainda mais longe e retirarmos até o volante? Pois saiba que isso está mais próximo de se tornar realidade do que você imagina.

É exatamente desta forma que o novo desenvolvimento da General Motors irá para as ruas já no ano de 2019, segundo recente comunicado da companhia. O carro possui motor elétrico e é recheado de sensores eletrônicos. Ele será usado inicialmente em um serviço de compartilhamento de viagens.

O carro simplesmente não possui a necessidade de ser controlado, desprezando a existências de pedais de freios e volante, por exemplo. Para os passageiros que não podem abrir as portas, o Cruise AV, como é chamado, foi também projetado para executar essa tarefa. Ele ainda terá outras acomodações visando um mercado de clientes com deficiência visual e auditiva.

Apenas o local onde o carro vai dar seus “primeiros passos” ainda não está confirmado, já que necessita ser um país ou estado cujas leis permitam testes com carros autônomos. Nevada, nos Estados Unidos, surge como uma grande candidata, por exemplo.

 

Foto: Reprodução.

Este será um dos primeiros veículos auto-dirigidos no serviço comercial de passageiros e um dos primeiros a excluir os controles manuais para direção, freio e aceleração. O que hoje é o assento do motorista se tornará o assento dianteiro esquerdo, já que não existirá mais um motorista propriamente dito.

+Outras marcas

A GM faz parte de uma gama crescente de fabricantes de veículos, empresas de tecnologia e startups que procuram desenvolver os chamados carros autônomos nos próximos três anos na América do Norte, Europa e Ásia. A maioria dessas empresas tem um ou mais parceiros.

 

Atualmente o progresso mais concreto está sendo feito em empresas como Cruise e Audi, embora muitos sinais sugiram que o nível de segurança e confiabilidade atual dos carros autônomos ainda não é o ideal para eles chegarem de fato no mercado.

A Volvo acaba de adiar por quatro anos um projeto que originalmente estava programado para começar no final do ano passado. Segundo informações, a empresa teria sido vista testando cerca 100 carros em rotinas autônomas em  em Gotemburgo, na Suécia.

E a legislação?

A legislação ainda é um grande desafio. Embora a tecnologia esteja progredindo, as leis ainda estão em estágios preliminares com relação aos carros autônomos na maioria dos países, embora já existam exceções.

“O marco regulatório atual já se adequa perfeitamente aos veículos autônomos”, disse François Nédey, membro do comitê executivo da Allianz France. “Em caso de um acidente, o operador é responsável pelo veículo. não havendo motorista, a seguradora poderia agir sobre a montadora numa situação de mau funcionamento do sistema de navegação autônoma”.

Saiba mais sobre carros autônomos clicando aqui.

Fonte: IEEE

Copiado!
Engenharia 360

Engenharia 360

Engenharia para todos.

Comentários