Engenharia 360

Modelagem 3D na Web: o futuro dos projetos de Engenharia

Engenharia 360
por Redação 360
| 02/02/2022 | Atualizado em 17/03/2022 3 min

Modelagem 3D na Web: o futuro dos projetos de Engenharia

por Redação 360 | 02/02/2022 | Atualizado em 17/03/2022
Engenharia 360

Vamos continuar a longa conversa que tivemos nesta semana sobre tecnologia e inovação. Estes dias são muito especiais, pois antecedem o evento 3DEXPERIENCE, que será mais uma vez, por conta da covid, realizado de modo virtual. Mesmo assim, são reservadas muitas novidades surpreendentes para aqueles que vão acompanhar os três dias de sessões. E um dos assuntos colocados na grade de agendas é ‘Modelagem 3D na Web‘. Trouxemos o tópico para o texto de hoje! Confira!

Por que modelar os projetos de Engenharia em 3D?

Enxergar os projetos apenas em duas dimensões dificulta o esclarecimento de diversas informações sobre o mesmo, tanto para os próprios projetistas quanto para os seus clientes e parceiros. Quando as coisas são colocadas em três dimensões, podemos ter uma noção de como serão depois de serem fabricadas ou construídas. Uma simples ideia modelada em maquete eletrônica pode parecer mais real. Mas, nesse novo olhar, podemos entender também se ela tem chances de dar mesmo certo ou se apresenta deficiências que precisam ser consertadas – por exemplo, lados que não se unem perfeitamente, arestas que não se tocam como deveriam, passagens que não se conectam, e mais.

3D Structure Creator
Imagem reproduzida de My3DEXPERIENCE – Dassault Systèmes

No 3D, também é possível testar texturas e cores. Os novos softwares de modelação ainda permitem simular brilho de acabamento e projeção de sombras. E estes dados são, posteriormente, levados a outros softwares ou plataformas para que possam ser matematicamente analisados. A comparação disso com coeficientes e gráficos faz levantar hipóteses sobre reações de materiais a cargas diversas – como de ventos – ou temperaturas, por exemplo. Tudo isso sem que seja feito nenhum protótipo físico, só virtual!

O que esperar do futuro da modelagem 3D?

Já estamos vivendo, neste momento, uma grande transformação no modo de projetar. Hoje em dia, contamos com duas situações em que praticamente não nos vemos mais voltando atrás aos sistemas antes adotados. Podemos acessar e compartilhar modelos na nuvem. Basta apenas acessar a internet é uma plataforma onde se pode fazer essa transferência de arquivos. Existem também softwares no mercado adaptados a este novo modelo de modelagem, que é o BIM, que permite os engenheiros acompanharem todo o processo de projeto desde a elaboração de conceito até a geração de informações de fabricação.

3D Structure Creator
Imagem reproduzida de My3DEXPERIENCE – Dassault Systèmes

Só que, ao mesmo tempo – e talvez por conta dessas “facilidades” – os engenheiros passaram a ser mais cobrados para que sejam rápidos em suas respostas – até por conta da necessidade de se aumentar a produção para o mercado. Isso, por sua vez, exigiu que os desenvolvedores de programas bolassem sistemas mais intuitivos. E a resposta veio logo, com alternativas que permitem uma criação mais livre de modelos 3D, com quaisquer entidades de esboço, arestas de modelo ou curvas, e funções que executam rapidamente corte em cantos e pontos finais para criar designs precisos e fabricáveis.

E sobre a ferramenta 3D Structure Creator?

Já que tocamos no assunto ‘modelagem’, não poderíamos deixar de citar neste texto a ferramenta para criação de estruturas paramétricas em 3D do SolidWorks utilizando navegador da web, o 3D Structure Creator. Aliás, não se pode esquecer que o mesmo tem o respaldo da plataforma 3DEXPERIENCE para ajudar no gerenciamento seguro de dados baseados em nuvem.

Enfim, com a ferramenta pode gerar várias informações do projeto, inclusive pensando na sua fabricação? Eis o que se pode fazer com a 3D Structure Creator dentro da 3DEXPERIENCE:

  • armazenar e gerenciar arquivos em nuvem;
  • criar membros de estrutura com base em arestas de modelo, elementos de esboço 2D ou curvas;
  • ter sempre disponível uma biblioteca de tipos e tamanhos padrão;
  • aparar facilmente e de modo automático membros nos pontos finais e cantos;
  • gerar lista de corte com base no projeto a ser usado na fabricação das peças;
  • criar perfis de seções personalizadas com base em esboços 2D;
  • e, de quebra, simplificar e aumentar a produtividade com fluxos de trabalho.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo