Engenharia 360

Conheça o maior túnel submerso de "LEGO" em construção no mundo

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 10/10/2022 4 min

Conheça o maior túnel submerso de "LEGO" em construção no mundo

por Simone Tagliani | 10/10/2022
Engenharia 360

Calma, você pode ter entendido errado este título. Não estamos falando de um túnel feito de pequenas pecinhas de LEGO, um dos brinquedos infantis mais adorados pelos adultos. Na verdade, nos referimos a uma construção submersa – debaixo d’água -, com pistas para rodagem de veículos, feita com peças de encaixe como se fosse um LEGO. A mesma começou a ser feita em 2021, no Mar Báltico, e será como um Eurotúnel ferroviário, ligando a Alemanha à Dinamarca – lembrando que o EuroTúnel original liga a França à Inglaterra em túnel de 50 km e subsolo marítimo.

O novo Túnel Fehmarn Belt

Refinando melhor a nossa explicação, a obra do túnel Alemanha-Dinamarca, ou Fehmarn Belt Tunnel, será realizada com uma máquina de perfuração de solo popularmente chamada de “tatuzão”. Depois, serão utilizadas peças pré-fabricadas para compor as seções do túnel – este é o melhor método de construção atual a ser considerado para casos assim, dizem especialistas. A conclusão da obra é prevista só para 2029. Por hora, as pessoas fazem o trajeto em quatro horas e meia; depois, elas levarão duas horas e meia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de CNN
Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de femern
Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de CNN
Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de CNN

Os números dessa obra que já começam a impressionar mesmo antes da conclusão:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • foram preciso 15,5 milhões de m³ do solo marítimo para realizar a terraplenagem do terreno;
  • será necessária mão de obra de 2 mil trabalhadores;
  • a estrutura submersa será formada por 89 elementos pré-moldados de concreto;
  • cada peça pesará 73.500 toneladas e medirá 217 m de comprimento;
  • o volume de concreto utilizado será, no total, de 2.480.000 m³;
  • o túnel deve cruzar 17 quilômetros e 600 metros do Mar Báltico;
  • ter 8,9 metros de altura e 42,2 metros de largura;
  • e é provável que a travessia, depois, possa ser feita em 10 minutos (de carro).
Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de FemernAS em YouTube

O amadurecimento da ideia

Um dos motivos desse túnel ser considerado, desde já, o mais longo do mundo é a forma como será construído. Sua estrutura será composta por grandes aduelas pré-moldadas de concreto. Elas serão encaixadas no fundo d’água, ou seja, ficarão submersas ou imersas no mar. Lembrando que o EuroTúnel foi feito de forma diferente, escavado no subsolo marítimo.

Só o planejamento Fehmarn Belt Tunnel vem levando incríveis 12 anos – bem, não é de se espantar, já que se trata realmente de uma obra bastante complexa. Seus termos precisaram ser aprovados em dois países; estudos de impacto ambiental e outros estudos praticamente tiveram que ser feitos em dobro, olhando para ambas as legislações. E para que as despesas e tudo mais fosse menor possível, foi escolhido o trecho mais estreito entre a Alemanha e a Dinamarca. Mesmo assim, estima-se que sejam gastos 7 bilhões de euros. A conclusão da construção está prevista para 2029.

Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de CNN

O passo a passo construtivo

Vale comentar que, para a construção do Fehmarn Belt Tunnel, primeiro será preciso dragar o solo marítimo. Depois, com isso, fazer algo como a terraplenagem do terreno. E, na sequência, lançar as aduelas ao mar. Esse processo não é exatamente novo, embora tenha que ser igual cuidadosamente bem calculado. Mas foi, de fato, escolhido porque foi eficaz em outras construções, como o canal que liga Copenhague, na Dinamarca, e Malmö, na Suécia. Só que isso foi em 2000. Será que não haveria uma solução moderna melhor, considerando o avanço das tecnologias nas últimas duas décadas? Escreva nos comentários!

Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de CNN
Túnel Fehmarn Belt
Imagem reproduzida de RailFreight

Veja Também: As 4 estruturas subterrâneas mais profundas do mundo


Fontes: Hypeness, Cimento Itambé.

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais e Jornalismo Digital; estudante de Marketing; e proprietária da empresa Visual Ideias.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo