Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Ford e HP unem forças para usar resíduos de impressoras 3D para peças automotivas

por Clara Ribeiro | 01/04/2021

A montadora está aproveitando a tecnologia para promover sustentabilidade

A empresa Ford Motor Company informou que está utilizando a impressão 3D para oferecer uma nova fonte de peças automotivas de baixo volume.

Através do aproveitamento de resíduos de impressoras 3D para confecção de peças de veículos, os fabricantes buscam aumentar a sustentabilidade na indústria automotiva. 

Nesse sentido, as montadoras conseguiram aumentar a vida útil de peças automotivas impressas em 3D empregues em caminhões Super Duty F-250, acabando com todos os resíduos envolvidos. 

Além disso, vale destacar que todo processo de implementação levou menos de um ano de modo geral. A partir desses testes iniciais, a gigante americana busca uma parceria com a HP duradoura.

Impressoras 3D Ford e HP

Ford e HP para a sustentabilidade no ramo automotivo

A Ford tem planejado trabalhar com a HP para dar seguimento na reutilização de materiais de impressoras 3D no desenvolvimento de peças automotivas. 

Ademais, essa conversão sustentável de resíduos veiculares moldados por injeção demonstrou ser uma verdadeira inovação no setor. 

Ou seja, essas novas peças possuem propriedades mais benéficas para o meio ambiente, além de oferecer o mesmo tipo de durabilidade esperado pela Ford e pela HP, assim como por seus clientes. 

Importante ressaltar que essas novas peças oferecem melhor resistência à umidade e a produtos químicos do que versões mais antigas. Além disso, são 7% mais leves e 10% mais baratas. 

Por meio das impressoras 3D, a montadora se utiliza de estratégias de reciclagem extensivas, permitindo a reutilização da maior parte dos próprios resíduos. Ou seja, busca-se que o processo 3D chegue a uma saída de resíduo zero. 

Tanto a Ford como a HP enxergam com otimismo a relação da combinação de dois setores distintos. 

Materiais resultantes da impressão 3D

A Ford passou a fabricar vários materiais a partir da impressão 3D, como por exemplo:

  • Filamentos 
  • Polimerização em cuba líquida 
  • Pós e areia 

Um dos maiores benefícios desse novo processo, segundo a Ford, é a otimização de tempo.

Visando melhorar os processos fabris, a corporação passou a utilizar mais de 60 impressoras 3D da HP na produção de 40.000 alinhadores por dia. Ou seja, as peças utilizadas contribuem para uma coleta reciclável. 

O processo de conversão dos materiais recicláveis ocorre na transformação dos moldes e dos pós das impressoras 3D.

Tais resíduos viram pellets de plástico com alta qualidade. Eles são extremamente úteis na moldagem por injeção. 

Os engenheiros da Ford utilizam essas peças na fabricação de clipes para linhas de combustível. 

E então, gostou de conhecer esta notícia? Deixe seu comentário abaixo!

Comentários

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.