Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Fachada inteligente: painéis solares giratórios equilibram a geração de energia solar e temperaturas internas

Engenharia 360
por Kamila Jessie
| 15/08/2019 2 min

Fachada inteligente: painéis solares giratórios equilibram a geração de energia solar e temperaturas internas

por Kamila Jessie | 15/08/2019
Copiado!

Uma fachada de edifício “inteligente”, equipada com painéis solares móveis, poderia melhorar substancialmente a eficiência energética das edificações urbanas, de apartamentos e escritórios, além de colaborar com o conforto térmico.

envelopes dinâmicos
Imagem: nature.com

Este projeto de fachada inteligente se baseou em envelopes dinâmicos para painéis solares. A ideia foi desenvolvida e testado em um edifício real e promoveu resultados satisfatórios! A gente apresenta um pouquinho da concepção. Confira!

Painéis solares:

Os painéis solares não são novidade para nós e vêm sendo instalados em um número crescente de superfícies verticais, especialmente nas fachadas de prédios urbanos altos e envidraçados. Mas, em geral, tais instalações não podem se ajustar às mudanças nas condições climáticas e de luz, dado que estão fixas. Com isso, não há aproveitamento completo da luz disponível.

O ideal mesmo seria seguir o sol, como as plantas fazem discretamente, não é mesmo? Daí derivam os envelopes dinâmicos.

Envelopes dinâmicos:

Arno Schlueter, profissional do Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique, junto a uma equipe de arquitetos e engenheiros projetou um “envelope de construção dinâmico” para fazer o melhor uso da luz solar que a edificação recebe.

O sistema inclui painéis solares robóticos, aderidos em uma fachada vertical. Um algoritmo calcula a orientação do painel que fornecerá um equilíbrio ideal de geração de eletricidade, aquecimento passivo, sombreamento e penetração da luz do dia. Sim, os pesquisadores pensaram além da geração de energia, fornecendo também conforto térmico.

painéis solares móveis
Imagem: nature.com

Testes e perspectivas:

Um protótipo instalado em um dos edifícios do próprio instituto foi capaz de gerar até 50% mais energia do que um sistema estático. Os envelopes inteligentes de construção de energia solar provavelmente serão mais eficazes em climas temperados e secos, de acordo com os autores da pesquisa.

Vamos acompanhar e, quem sabe, em breve veremos painéis solares robóticos instalados por aí. Por enquanto, você pode consultar o estudo original, publicado na Nature Energy.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários