Engenharia 360

Engenharia 360 visitou a Autodesk Experience Brazil (2ª edição) e conta como foi

Engenharia 360
por Cristiano Oliveira da Silva
| 17/11/2022 | Atualizado em 26/11/2022 7 min

Engenharia 360 visitou a Autodesk Experience Brazil (2ª edição) e conta como foi

por Cristiano Oliveira da Silva | 17/11/2022 | Atualizado em 26/11/2022
Engenharia 360

No dia nove de novembro deste ano de 2022, realizou-se um encontro organizado pela Autodesk Brasil e Grupo Pars, a Autodesk Experience Brazil (2ª edição).

O objetivo foi reunir a comunidade brasileira de usuários da Autodesk para trocar experiências e conhecer alguns cases de sucesso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Engenharia 360 foi convidado e me enviou para dar uma conferida presencialmente no evento.

Apresentação e boas-vindas no evento da Autodesk

A abertura da Autodesk Experience Brazil (2ª edição) foi realizada por Sylvio Mode (Presidente Autodesk) e Cláudio Pinto (Diretor de Vendas).

Ambos deram as boas-vindas e destacaram a satisfação de poderem realizar esse ano um evento presencial, reconectando clientes e parceiros. Destacaram também a importância da colaboração da Autodesk no projeto BIM BR e na Biblioteca Nacional BIM. Também mencionaram as parcerias existentes entre a Autodesk e as Instituições de Ensino.

Autodesk, Evolução Digital e Soluções Aplicadas

Na sequência, as jovens Fernanda Machado e Joyce de la Torre, ambas Executivos de Indústria Sr da Autodesk, falaram sobre a Evolução Digital, comentaram sobre os 4 pilares que sustentam os projetos na era digital:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Digitalização / Conexão / Otimização / Evolução.

Trouxeram experiências recentes, como Retrofit do Complexo Cidade Matarazzo e o exemplo do Laboratório de BIM que está sendo realizado na cidade de Curitiba. Ainda apresentaram soluções em softwares para modelagem e gestão de ativos elétricos, Gêmeos Digitais e usos voltados para gestão de ativos e Metaverso.

Autodesk Experience Brazil
Conceituação – Metaverso | Imagem de Cristiano Oliveira

Depois de Fernanda e Joyce, foi a vez de Rafael Colucci e Marcos Harano, ambos Executivos de Indústria Sr da Autodesk e ACS, respectivamente, trazerem o tema “Processos colaborativos e aplicação de tecnologias disruptivas para solucionar problemas complexos em projetos de infraestrutura”. Em sua apresentação, foram destacados os desafios da implantação de uma solução em entregas digitais de projetos. Também trazida à pauta de soluções colaborativas e mudança de cultura, que são os desafios mais comuns quando se fala de transformação digital.

Autodesk Experience Brazil
Mapeamento – áreas de aplicação e desenvolvimento em soluções de engenharia digital | Imagem de Cristiano Oliveira

Resumidamente, foram trazidas soluções para entrega digital de projetos ao nível de apresentação muito satisfatórios!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A gigante da Mineração

A Vale foi representada por Lucas Mardegam, Especialista de Gestão de Projeto.

Autodesk Experience Brazil
Destaque para a importância da padronização de processos colaborativos | Imagem de Cristiano Oliveira

Em sua apresentação, “A Evolução da Engenharia em Grandes Obras de Mineração”, relatou como está ocorrendo a implantação de soluções baseadas em metodologia BIM para os Projetos de Engenharia e sua interface e integração com metodologias já consagradas, como FEL.

Autodesk Experience Brazil
Áreas de atuação da Diretoria de Projetos na Vale | Imagem de Cristiano Oliveira

Ele destacou que o caminho que tornou possível os avanços em Implantação BIM, residiu no fato de entender que transformação Digital é transformação Cultural. Dessa maneira, está sendo possível realizar os avanços necessários na engenharia, através da adoção e entendimento do que o mercado oferece em termos de soluções e metodologias ágeis, conceitos como Lean Construction, AWP, etc.

Foram apresentados exemplos de criação de bibliotecas utilizando software Revit. Cada disciplina de interesse (arquitetura, civil-concreto, civil-metálica, mecânica, tubulação – não se limitando a essas) tem sua base de dados para mais tarde ser utilizada em seus projetos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Autodesk Experience Brazil
Exemplo – criação de bibliotecas para disciplina de Engenharia Mecânica | Imagem de Cristiano Oliveira

Projeto BOM é projeto em BIM

A Promon Engenharia, renomada empresa de projetos de engenharia, veio representada por Alex Sandoval (Líder de Engenharia Digital) e Kleber Tomazetti (Coordenador Técnico), que trouxeram a apresentação “os benefícios da transformação digital”.

Deram uma passada pela famosa “curva de McLeamy” e dos impactos no custo de uma obra dependendo do nível de projeto e do tempo que se dedica a isso.

Autodesk Experience Brazil
Curva de McLeamy | Imagem de Cristiano Oliveira

Comentaram sobre a experiência de implementação na Promon e como as soluções em engenharia digital se alinham com um dos pilares da empresa, que é o Home Office.

Autodesk Experience Brazil
Níveis de Maturidade BIM | Imagem de Cristiano Oliveira

Na apresentação da Promon, ficaram evidentes os diversos usos BIM a depender da fase do empreendimento.

Em sua apresentação, foram abordadas soluções para: Usos BIM, Colaboração, Gestão da Informação, Fluxos de Trabalho. E foram compartilhados, ao final da apresentação, os principais benefícios observados após adoção de BIM, tais como:

  • (rastreabilidade do fluxo de informação entre disciplinas;
  • otimização do tempo de análise frente a utilização do tempo para trabalhos rotineiros;
  • garantia da integridade das informações de projeto;
  • otimização do tempo para extração de quantidades)

Também compartilhados os aprendizados e desafios, merecendo destaque:

  • ausência de mão de obra especializada no mercado (nível limitado dos usos BIM);
  • interoperabilidade e o processo contínuo de melhoria das ferramentas;
  • necessidade de treinamentos constantes;
  • criação da própria biblioteca de famílias e objetos.

FPSO e BIM

A Petrobras foi representada pela arquiteta Camila Veldman e pelo Agile Expert Leandro Freitas. Em sua apresentação, trouxeram as questões que devem ser observadas para o conforto e bem-estar de funcionários que trabalham embarcados em FPSO (Floating, Producting, Storage and Offloadin Plataform).

Autodesk Experience Brazil
Quantidade de órgãos regulamentadores para o projeto de uma FPSO | Imagem de Cristiano Oliveira

A Petrobras é pioneira no uso da Metodologia BIM no país. Aliás, em minha carreira, por volta de 2010, tive a oportunidade de trabalhar em projetos de óleo e gás, onde as plantas industriais eram modeladas em PDMS e já se fazia uso das informações parametrizadas do projeto, como listas automatizadas, biblioteca de componentes etc.

Foi apresentado no evento, uma aplicação de BIM em um Módulo de Acomodações de uma FPSO pelo departamento de Arquitetura (curiosamente, isso vai à contramão do mercado, já que a arquitetura costuma ser a pioneira na adoção de modelagem e soluções paramétricas).

Eles conceituaram em sua apresentação o que é uma FPSO, suas partes e o item de interesse: o Módulo de Acomodações. Foram apresentadas imagens renderizadas do projeto realizado em Revit.

Autodesk Experience Brazil
Apresentação do que é uma FPSO | Imagem de Cristiano Oliveira
Autodesk Experience Brazil
Módulo de Acomodações | Fonte: acervo pessoal do redator

Compartilharam também uma experiência para acesso ao modelo de um módulo de acomodações via QR Code (utilização do Autodesk Fusion 360), onde todos puderam, sem ter que instalar nenhum software ou plugin, acessar as informações 3D do projeto.

Autodesk Experience Brazil
Principais conclusões | Imagem de Cristiano Oliveira

Um caso bem-sucedido de geração de valor BIM

A MRV trouxe seus profissionais para apresentar como a empresa vem se posicionando no mercado da engenharia digital e como tem agregado valor através de automações alinhadas à metodologia BIM.

A empresa foi representada por André Fonseca Pinheiro (Coordenador BIM), Gabriel Avelar (Assistente BIM) e Isadora Branquinho (Analista BIM Sênior).

Eles comentaram sobre o processo de implementação BIM na MRV, visando a automação de rotinas e processos internos. Em sua apresentação, foram compartilhadas experiências e casos aplicados à realidade da empresa.

Autodesk Experience Brazil
Evolução e Roadmap de implantação BIM na MRV | Imagem de Cristiano Oliveira

Também relataram a criação de uma biblioteca de plugins, de modo que toda a empresa tenha acesso aos avanços e facilidades desenvolvidos internamente.

Percebeu-se nitidamente que a equipe tem suporte pleno da empresa para empregar o que há de novo no mercado, buscando o alinhamento com os recursos (tecnológicos e metodológicos) mais atuais.

Autodesk Experience Brazil
Alinhamento a metodologias e conceitos atuais (Lean Construction, por exemplo) | Imagem de Cristiano Oliveira

Destaque merecido para o fato de terem conseguido consideráveis economias no tempo de realização das tarefas internas. Por exemplo, no caso da automação de rotinas para subsidiar estudos de planejamento, baseado em cronogramas mais enxutos e dinâmicos, alinhados a “back logs” (*) bem definidos, “sprints” (*) bem planejados facilitando “follow up” (*) das atividades e demandas.

(*) termos utilizados normalmente quando se fala em metodologias ágeis, como SCRUM, por exemplo. 

Um exemplo apresentado que representa bem isso, trata-se da ferramenta “Gerador de Cronograma Preliminar”, que de forma inteligente proporciona aos profissionais de planejamento obterem melhores resultados em suas rotinas internas na criação de um cronograma mais enxuto e eficiente.

Autodesk Experience Brazil
Exemplo – Gerador de Cronograma Preliminar | Imagem de Cristiano Oliveira

Outro exemplo muito interessante, foi a aplicação de BIM ao planejamento de canteiro, onde forma estruturada, consistente e inteligente, são avaliadas as diversas possibilidades de configuração e arranjo do canteiro de obras de modo a otimizar os processos de engenharia e construção do empreendimento.

Autodesk Experience Brazil
Ferramenta para planejamento de canteiro | Imagem de Cristiano Oliveira

Ficou muito evidente os benefícios decorrentes do alinhamento da empresa com o mundo da Engenharia Digital e como as rotinas internas e fluxos de trabalho dão ferramentas para tornar os trabalhos internos mais racionais e menos laboriosos.

Encerramento

O evento foi encerrado por Pedro Soethe (Gerente de Indústria) e Ricardo Bianca (Executivo de Indústria Sr), ambos da Autodesk.

Destacaram a importância da Conexão, tanto da informação, quanto dos recursos e pessoas envolvidos no mercado da Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC).

Apresentaram ainda sua participação no que diz respeito à normatização BIM em desenvolvimento, bem como parcerias com instituições buscando cada vez mais estar presente na fronteira do conhecimento e desenvolver recursos para ir além dessa fronteira.

Autodesk Experience Brazil
Imagem de Cristiano Oliveira
Autodesk Experience Brazil
Autodesk e alinhamento à realidade do mercado nacional | Imagem de Cristiano Oliveira

Ficou muito claro que há muito espaço para evolução e aplicação de novas metodologias que possibilitem essa conexão e transformar o mercado AEC nos próximos anos – como já está acontecendo. Sem contar como a Autodesk busca não só desenvolver as ferramentas que subsidiem esse processo, além de fornecer aos profissionais esses recursos e customizá-los conforme a necessidade de cada negócio.

Engenharia 360

Cristiano Oliveira da Silva

- Engenheiro Civil (Poli-USP/2003) - Palestras com foco em Capacitação e Disseminação de BIM / Soft Skills - Sócio Diretor Aplicativa Engenharia LTDA - Serviços em Engenharia Digital - INEXH - Instituto Nacional de Excelência Humana - MasterPractitioner e Coach Sistêmico - Músico, pai e curioso por natureza

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo