Engenharia 360

Empresa chinesa cria carro em impressora 3D

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 06/05/2015 | Atualizado em 04/12/2022 2 min

Empresa chinesa cria carro em impressora 3D

por Larissa Fereguetti | 06/05/2015 | Atualizado em 04/12/2022
Engenharia 360
Nos últimos anos, quantas maravilhas feitas por impressoras 3D você já ouviu falar? A lista é enorme, englobando miniaturas de gente, comida, casas, carros e por aí vai. Uma das recentes impressões foi realizada pela empresa chinesa Sanya Sihai para fabricar a carroceria de um veículo.
Imagem: whatsonsanya.com
Imagem: whatsonsanya.com

A impressão levou cinco dias para ficar pronta e o veículo pesa em torno de 500kg, com dimensões de 3,6 metros de comprimento por 1,6 metros de largura. O interior foi fabricado de maneira convencional. A capacidade do carro é de duas pessoas e ele atinge velocidade máxima de 40km/h. O preço da carroceria é próximo de US$ 1700.


Veja Também: Impressora 3D constrói 10 casas em 24 horas por menos de R$ 11 mil cada 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Mas, esse não é o primeiro veículo fabricado em uma tecnologia 3D. Na segunda metade de 2014 foi noticiado o Strati, um carro montado durante um evento nos Estados Unidos e, assim como o veículo chinês, teve apenas sua carroceria impressa em 3D. Os chineses podem não ter sido os primeiros a construir um carro com uma impressora 3D, mas foram os primeiros a erguer um edifício com uma impressora tridimensional, que utilizou resíduos de construções como um dos materiais da impressão.

O que antes levava dias para ser impresso em 3D, agora leva poucas horas devido às várias melhorias aplicadas no processo. Além disso, é possível utilizar materiais recicláveis ou biodegradáveis, contribuindo para o desenvolvimento sustentável. Por outro lado, se pudermos imprimir tudo que desejamos, vai faltar espaço para descartar tanto resíduo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As impressoras tridimensionais estão revolucionando vários campos científicos, mas elas impactam diretamente a engenharia, seja no desenvolvimento de impressoras 3D mais eficientes ou no uso das mesmas para construir casas, carros e demais objetos. Vale ressaltar que, em 2012, o Brasil desenvolveu sua primeira impressora 3D, que saiu de um projeto de uma incubadora da PUC-RS e teve colaboração de estudantes de engenharia. A intenção é de que o preço fique mais acessível e a tecnologia mais aprimorada, seguindo a mesma linha de celulares e computadores, por exemplo.

Imagem: g1.globo.com
Imagem: g1.globo.com

Não sei vocês, mas eu aguardo ansiosamente o dia em que poderei imprimir – conscientemente –  todas as peças necessárias para minhas gambiarras em casa. Enquanto isso, estou há duas horas tentando fazer minha impressora convencional imprimir meu trabalho da faculdade.


Fontes: 3D Print; Daily Mail.

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo