Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

É possível tornar os carros autônomos mais seguros?

por Larissa Fereguetti | 17/09/2020
Copiado!

Para ganhar as ruas, esses veículos precisam provar que são seguros.

Carros autônomos são o sonho de muita gente e os testes com esses veículos não são recentes. A Alemanha, por exemplo, quer permitir que eles circulem pelo país até 2022. Porém, sabe-se que eles ainda não são totalmente seguros, o que é um entrave para sua popularização.

Se temos tanta tecnologia atualmente, como as assistentes virtuais, qual a dificuldade em colocar um veículo sem motorista para uma tarefa mecânica como seguir direções? O problema é que dirigir não é só seguir uma lista de instruções como “vire à direita” ou “siga em frente por 100 metros” como o GPS guia.

carros autônomos andando em via, imagem ilustrativa
Imagem: rdworldonline

Em um artigo chamado “Using online verification to prevent autonomous vehicles from causing accidents”, publicado esta semana na revista científica Nature Machine Intelligente, os autores discutem sobre o uso da verificação formal para evitar que carros autônomos causem acidentes. Essa verificação visa garantir, por meio de métodos formais, as propriedades de um sistema.

No trabalho, eles verificam se as trajetórias estão em conformidade com a segurança e oferecem soluções alternativas em situações críticas de segurança. O resultado foi que a técnica de verificação usada pode reduzir drasticamente o número de acidentes.

Foi a primeira vez que essa abordagem funciona em cenários de tráfego arbitrários e em três cenários urbanos nos quais acidentes ocorrem com mais frequência: virar à esquerda em um cruzamento, mudar de faixa e evitar pedestres.

homem dirigindo carro autônomo sem tocar volante
Imagem: analyticsinsight.net

Uma limitação dessa pesquisa é que ela parte do princípio que o veículo é capaz de ver a estrada, todos os obstáculos ou outros condutores. Além disso, eles teriam que seguir todas as regras à risca (nada de acelerar muito naquela via de 30km/h, mesmo que ela esteja vazia, por exemplo), e os testes não foram feitos em ambientes rurais ou de alto risco, só em situações urbanas.

Além disso, a questão de veículos autônomos ainda passa por questões éticas sobre responsabilização. Se acontecer algum acidente, como culpabilizar a máquina que estava conduzindo e como fazer um algoritmo tomar decisões em casos de escolhas que envolvam a vida de outras pessoas? É algo que vale refletir.

Referências: Inside Science; TechXplore.

Leia também: Pesquisadores estudam forma de melhorar a segurança em testes de veículos autônomos

E você, acha que os veículos autônomos vão chegar às ruas em breve? Comente!

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários