Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Hidrogênio: confira duas novidades anunciadas pela ciência para a utilização deste elemento

por Redação 360 | 20/01/2022 | Atualizado em 12/03/2022

O hidrogênio é um dos elementos mais comentados atualmente na área científica. Trata-se de um elemento químico representado na tabela periódica pelo número atômico 1. Na indústria, é empregado em uma variada gama de produções. Um dos assuntos mais comentados nos últimos tempos é a utilização na geração de energia renovável. Inclusive, essa ideia foi destaque na apresentação das instalações das Olimpíadas de Tóquio, em 2021. Agora, temos mais duas novidades para contar! Veja a seguir!

Avião movido a hidrogênio

A Electric Aviation Group (EAG) e a Universidade de Nottingham criaram, juntas, um novo sistema de propulsão elétrica classe 2MW para aviões. O protótipo testado, chamado H2ERA, tem capacidade para 90 lugares e deve ser entregue até 2030, em parceria com a Atkins – membro do grupo SNC-Lavalin, fornece serviços de engenharia, compras e construção para vários setores. A promessa é que a aeronave seja ZERO carbono e ZERO emissões de óxido de nitrogênio, o que seria uma revolução no setor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

H2ERA
Imagem reproduzida de Olhar Digital

Para que este projeto se torne realidade, além das boas parcerias, estão sendo usados sistemas de ponta da academia. O objetivo é que, logo, seja possível criar aeronaves assim em escala ainda maior, atendendo a necessidade do mercado e para ter realmente significado no meio ambiente.

Um dos problemas que essas empresas visam resolver são os desafios encontrados na descarbonização. A saber, hoje, a indústria da aviação emite mais de 1 bilhão de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera por ano. Mas usar avião movido a hidrogênio não é tão fácil assim. O combustível é altamente inflamável. Fora que ainda não existe nenhuma estrutura nos aeroportos para abastecer. Sem contar o próprio custo do combustível. E você, o que pensa sobre o assunto? Antes de dizer o que pensa, leia a notícia a seguir!

H2ERA
Imagem reproduzida de Poder Aéreo

Motor V8 movido a hidrogênio

Do ar, agora pousamos na terra! A empresa Yamaha, famosa por suas motos e instrumentos musicais, também está estudando formas para o uso de hidrogênio através da engenharia, visando um futuro mais sustentável.

Recentemente, ela lançou o primeiro Motor V8 movido a hidrogênio. Isso foi feito com base no motor do Lexus LC500 e LC-F e pensando na indústria automotiva – para oferta de 455,5 cavalos e 55,1 kgfm. Seria como um motor a gasolina, a célula de combustível é preenchida com gases de hidrogênio, onde a mistura é comprimida pelos pistões de onde vem a energia para as redes. Só não seriam necessários sistemas de escapamento e injeção, além de baterias pesadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

yamaha
Imagem reproduzida de Notícias Automotivas
toyota
Imagem reproduzida de Olhar Digital

Bem, a empresa Toyota afirma que, por hora, não usará esse tipo de motor, a não ser em modelos mais modestos. Contudo, a longo prazo, espera-se aumentar a presença de motores a hidrogênio nos carros da marca, suprindo a demanda por carros que utilizam GNV e atuar de forma mais consolidada em países como EUA e China, além da União Europeia. Mas, por hora, o impasse é criar um sistema de injeção que tenha capacidade de manipular o combustível e, em simultâneo, atingir uma queima estável.

Agora diga o que pensa nos comentários sobre a utilização de hidrogênio em aviões e carros, vamos adorar saber a sua opinião!

Fontes: Exame, Click Petróleo e Gás.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.