Engenharia 360

Comum, Aditivada e Premium: Entenda as Diferenças entre os Tipos de Gasolina!

Engenharia 360
por Pedro Souza
| 06/10/2020 | Atualizado em 17/05/2023 4 min
Imagem de Freepik

Comum, Aditivada e Premium: Entenda as Diferenças entre os Tipos de Gasolina!

por Pedro Souza | 06/10/2020 | Atualizado em 17/05/2023
Imagem de Freepik

Antes de abastecer, é preciso conhecer os tipos de combustíveis e também o seu carro .

Engenharia 360

Antes de abastecer, é preciso conhecer os tipos de combustíveis e também o seu carro .

As pessoas muitas vezes se questionam se abastecer com um tipo de gasolina diferente pode ser mais econômico. Você também tem essa dúvida? Então, neste artigo do Engenharia 360, vamos analisar se essa crença é realmente verdadeira ou se trata-se de um mito.

tipos de gasolina
Imagem de jcomp em Freepik

Veja Também: Startup pretende criar tecnologia para converter carbono da atmosfera em gasolina

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gasolina Comum

A gasolina comum é mais facilmente encontrada nos postos e não possui aditivos que protegem ou lubrificam o motor. Como resultado, ela pode deixar resíduos de combustão depositados nas válvulas de admissão do motor ao longo do tempo, comprometendo a mistura de ar e combustível.

Geralmente, é a opção mais barata disponível nos postos, justamente por não conter aditivos em sua composição. Seu nome técnico é gasolina Tipo C. Ela possui 27% de álcool anidro em sua composição e um índice de octanagem de 92 RON (Resolução ANP N° 807/2020), que anteriormente era de 87 RON.

Gasolina Aditivada

A gasolina aditivada possui a mesma composição da gasolina comum, porém conta com aditivos e dispersantes que lubrificam e protegem os componentes do motor. Esses aditivos atuam como detergentes, auxiliando na limpeza do sistema de alimentação de combustível, incluindo bicos injetores, válvulas de admissão e velas. Isso contribui para uma vida útil mais longa dos componentes do motor.

Outra função da gasolina aditivada é agir como lubrificante entre as paredes do cilindro e a superfície dos anéis do pistão, reduzindo o atrito durante o movimento e maximizando a eficiência do motor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gasolina Premium

A gasolina premium possui um índice de octanagem maior que os demais tipos, de acordo com a Resolução ANP N° 807/2020, estabelecendo um mínimo de 97 RON. Além disso, também contém aditivos e dispersantes que ajudam a conservar o motor.

Essa variedade de gasolina tem alta resistência à oxidação, o que significa que pode ser armazenada por períodos mais longos sem perder suas propriedades. Além disso, possui um teor de enxofre mais baixo em comparação com os outros tipos, resultando em uma geração mínima de resíduos.

Veja Também:

Estudo aponta que só veículos elétricos não são suficientes para atender metas climáticas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Qual gasolina é a mais indicada?

Muitas pessoas acreditam que a gasolina aditivada é mais econômica do que a gasolina comum, levando a uma redução no consumo de combustível. No entanto, não há comprovação de que ela melhore significativamente o consumo, uma vez que ambas têm a mesma composição, sendo a única diferença a presença de aditivos.

O que a gasolina aditivada proporciona é uma lubrificação dos componentes do motor, permitindo que eles se movimentem com mais facilidade e, consequentemente, alcancem a máxima eficiência.

Os veículos que utilizaram gasolina comum por algum tempo e passaram a utilizar a aditivada podem perceber uma leve redução no consumo de combustível devido à redução do atrito. No entanto, a gasolina aditivada apenas restaura o motor às suas características originais, ou seja, sem acúmulo de sujeira.

O principal objetivo da gasolina aditivada é conservar os componentes do motor, não necessariamente reduzir o consumo. Portanto, em relação ao consumo de combustível, não haverá uma economia significativa. A maior economia proporcionada pela gasolina aditivada está relacionada à preservação dos componentes e peças do motor.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), em grandes cidades, onde o trânsito é mais lento e os carros ficam parados por mais tempo devido a engarrafamentos, é mais indicado utilizar a gasolina aditivada. Já em rodovias, onde as velocidades são mais altas, é aceitável o uso da gasolina comum.

No caso da gasolina premium, é importante entender que o índice de octanagem representa a resistência do combustível à compressão, evitando a autoignição.

Devido ao seu alto índice de octanagem, ela só terá efeito em carros com alta taxa de compressão, como os carros esportivos de luxo. Nos demais veículos, não terá nenhum efeito positivo. Nesses casos, a gasolina premium estará desempenhando a mesma função da gasolina aditivada, mas a um preço muito mais elevado.

Carros esportivos, podem usar gasolina comum?

É crucial ressaltar que carros esportivos devem utilizar exclusivamente gasolina premium. Como esses motores possuem alta taxa de compressão, a utilização de combustível comum ou aditivado resultaria em uma compressão excessiva, levando à ignição precoce do combustível. Isso sobrecarregaria o motor e poderia causar problemas graves ao longo do tempo.

Portanto, é fundamental conhecer o seu veículo antes de abastecer com qualquer tipo de gasolina, a fim de garantir a conservação do motor e reduzir os gastos com combustível.

tipos de gasolina
Imagem de Freepik

No entanto, é importante ressaltar que a escolha do tipo de gasolina também pode depender das recomendações do fabricante do veículo. Verificar o manual do proprietário ou entrar em contato com a concessionária pode fornecer informações específicas sobre o combustível mais adequado para o seu carro.

Além disso, é sempre importante considerar a qualidade do combustível oferecido pelos postos de abastecimento. Independentemente do tipo de gasolina escolhido, é recomendável optar por postos de confiança, que sigam as normas de armazenamento e distribuição de combustível.

Por fim, é válido ressaltar que, além do tipo de gasolina, outros fatores também podem influenciar o consumo de combustível, como as condições de direção, a manutenção adequada do veículo, a pressão dos pneus e o estilo de direção do condutor.

E agora, já sabe qual gasolina vai pedir nos postos? Deixa nos comentários!

Veja Também:


Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Pedro Souza

Engenheiro Mecânico, fascinado pelo conhecimento e pela construção de um mundo melhor. Acredito que devemos contribuir positivamente para o mundo tornando-o sempre um lugar melhor para se viver e não apenas sobreviver. Entusiasta ao empreendedorismo, apaixonado por solução de problemas e encontrar pontos de melhoria em processos das empresas.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo