Engenharia 360

Onshoring e offshoring: entenda quais são as consequências da crise na indústria de chips

Engenharia 360
por Redação 360
| 16/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023 4 min

Onshoring e offshoring: entenda quais são as consequências da crise na indústria de chips

por Redação 360 | 16/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

“A globalização está quase morta e o livre comércio está quase morto.”, isto é o que disse Morris Chang, fundador da companhia TSMC, uma indústria de chips de Taiwan. Por que ele disse isto? Porque tanto ele quanto outros especialistas de mercado acreditam que o livre comércio está chegando ao fim. Estamos vendo as tensões internacionais crescerem neste último ano, sobretudo por conta da guerra da Ucrânia. Por isso, os bloqueios comerciais estão aumentando, e as grandes potências buscam alternativas para acelerar a produção de semicondutores.

indústria de chips
Imagem reproduzida de Olhar Digital

Nova tendência no setor da indústria de chips

A pandemia do Covid-19 parece que só acentuou, só deixou mais a mostra os problemas que já vinham acontecendo no mundo. Estamos dentro de uma grande tormenta, vivendo muitas crises ao mesmo tempo, incluindo a geopolítica. Mais uma vez, Estados e China se olham por cima de um muro, dividindo o mundo com suas disputas comerciais, sobretudo no que diz respeito à produção de tecnologias de ponta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cada dia está mais difícil para a indústria de chips e seus fornecedores lidar com as restrições impostas por estes dois governos. E há a sensação de que poucos passarão, daqui por diante, a se beneficiar ainda da globalização. Hoje é a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC) a maior fabricante de chips do mundo. Mas os Estados Unidos, por exemplo, estão trabalhando como nunca para levar de volta ao seu país a manufatura de itens cuja produção, por décadas, havia sido concentrada no exterior por razões de custo.

indústria de chips
Imagem reproduzida de Valor Econômico – Globo
indústria de chips
Imagem reproduzida de Click Petróleo e Gás

Olha que interessante, os Estados Unidos já foram o maior fabricante de microprocessadores do mundo. E, apesar de os pesares, a nação ainda é um dos maiores líderes no desenvolvimento da tecnologia no setor. Só que, mesmo assim, está preocupado com o que está acontecendo na indústria de chips. Até porque, nos últimos anos, houve um expressivo declínio em sua receita com chips. E parece que tanto o governo americano quanto o chinês estão travando uma verdadeira guerra de braços com fornecedores para manter sua liderança no setor. Enfim, ambos deixaram de ser ver como parceiros confiáveis!

O que os americanos decidiram fazer?

O governo americano fez de tudo para atrair a TSMC e manter suas negociações com Taiwan. Mas esta dependência está por um triz. Isso porque, como sabemos, a China reivindica a região como seu próprio território. Correndo contra o tempo, Estados Unidos e TSMC estão construindo uma indústria de chips no Arizona – prevista para ser inaugurada em 2026 -, que promete diversificar a produção da própria empresa. Esta será a primeira fábrica de chips no país a fabricar chips de 3 nanômetros, os menores e mais avançados do mercado.

indústria de chips
Imagem reproduzida de Paulo Gala – Economia & Finanças

Qual a reação dos chineses?

O governo chinês decidiu incentivar o mercado local de semicondutores de forma enérgica. Por hora, quer obrigar os fabricantes locais de smartphones e outros eletrônicos a usarem chips 100% chineses. Essa mudança no mercado interno deve acontecer gradualmente. Num primeiro momento, com 30% dos aparelhos usando semicondutores nacionais. E quem descumprir a regra será punido.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Infelizmente, de acordo com especialistas, embora o país venha a ganhar mais dinheiro com sua indústria de chips, também comprometerá ainda mais seus recursos hídricos – assim como aconteceu com Taiwan. E, como sabemos, a China vem enfrentando uma fase de severa seca nos últimos anos. Mesmo assim, a ideia da “cota de chips” está avançando em Pequim!

indústria de chips
Imagem reproduzida de TudoCelular

Responda essa pergunta: você sabe o por quê desta briga pelos chips? Bem, é porque esta tecnologia funciona como um cérebro para os aparelhos eletrônicos, vitais para o funcionamento de smartphones, veículos autônomos, supercomputadores, inteligência artificial, e mais.


Fontes: Tudo Celular, Brazil Journal.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo