Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

7 dicas para conseguir um estágio usando o LinkedIn

por Eduardo Mikail | 05/02/2020
Copiado!

A frase “conseguir um estágio” é quase um mantra para grande parte dos estudantes. O estágio é, em grande parte das vezes, o primeiro contato desses alunos com o mercado de trabalho e também pode ser a chance de construir uma carreira. Para dar aquela ajudinha, separamos algumas dicas para você conseguir um estágio usando o LinkedIn.

Desenho de homem segurando logo do Linkedin
Imagem: vocali.com.br

1. Mantenha o perfil completo e atualizado

O perfil no LinkedIn é como seu currículo profissional. Consequentemente, você deve mantê-lo atualizado e completo, contendo as suas informações profissionais principais.

Também é importante deixar claro o seu objetivo. Lembre-se que a busca é feita por termos chaves e que um recrutador dificilmente vai buscar por gente que está “em busca de um estágio”. Claro que alguém pode pesquisar por isso, mas é muito mais óbvio pesquisar por termos como “estudante de engenharia florestal” (ou qualquer outra engenharia) ou somente por “estudante de engenharia”.

Também coloque sua formação acadêmica, suas experiências acadêmicas extracurriculares (ligas acadêmicas, projetos, colegiados, intercâmbio, trabalhos voluntários, etc.), sua experiência profissional (com nome da empresa, período que trabalhou, atividades que realizou, etc), seu e-mail para contato (importantíssimo colocar um e-mail que você verifica com frequência), suas habilidades e etc.

2. Saiba escolher a foto

Se você é ligado nas redes sociais, é bem provável que acompanhou a brincadeira que mostra as diferenças das fotos nessas redes, incluindo o LinkedIn. Como o meme já mostra, a foto do LinkedIn é sempre a mais séria e mais profissional (ou deveria ser, né?).

Imagem de meme Linkedin, Facebook, Instagram e Tinder
Imagem: standard.co.uk

É claro que não precisa ser aquela foto 3×4 (vergonhosa e talvez assustadora) que todo mundo tem na identidade. O ideal é pensar em algo mais profissional (com um fundo claro), mas também um pouco descontraído (não precisa fazer cara fechada!). Coloque um sorriso confiante no rosto.

Se é um perfil profissional, é bom evitar fotos em festas (principalmente aquelas com copos na mão), fotos em praia, foto com óculos escuros e semelhantes. Nada é proibido, mas pense na imagem que você quer passar como alguém que vai começar a carreira profissional.

3. Faça contatos

O networking (vulgo contatinhos profissionais) é importante para você trocar experiências e criar uma boa relação profissional com os outros. Se você é novo no LinkedIn, pode começar pelos seus colegas de turma e pelos professores. Também é possível seguir as páginas das empresas que você gostaria de trabalhar.

Mas tudo tem limite (pela direita e pela esquerda): não faça contatos aleatórios como nas demais redes sociais. Não é como um Instagram ou um Twitter, nos quais você quer ganhar seguidores. O ideal é só fazer contato com quem for relevante para você.

Caso você queira contatar um desconhecido, o ideal mandar uma mensagem personalizada junto com o convite, suavizando o primeiro contato. Comentar em publicações e compartilhar as informações também é uma estratégia interessante, mas o ideal é fazer isso só quando você realmente tem algo a acrescentar ou quando se interessa pelo assunto. Não seja o chato da rodada.

4. Capriche no resumo

O resumo do LinkedIn é importante para quem quer conhecer um pouco mais sobre você. Mas tome cuidado com o que você coloca, é importante ser cauteloso com as palavras (e não errar no português).

Para ter uma ideia sobre como montar seu resumo, você pode procurar perfis de profissionais que são de uma área semelhante a sua (cuidado com os exemplos que vai pegar). Outra dica é usar as palavras-chave que definem seu perfil e o cargo que você pretende ter (como sua engenharia, sua área de atuação, etc.), além da localização e suas habilidades.

Ainda, você pode escrever o texto em primeira pessoa. Se for bom em inglês, pode fazer uma versão nesse idioma também (mas saiba o que está escrevendo e evite erros).

5. Personalize a URL

O ideal é fazer com que seu perfil seja facilmente encontrado e que ele fique com uma aparência suave quando você inserir o link em algum lugar. Nesse sentido, uma das dicas é personalizar a URL com o seu nome ou algo semelhante (evite colocar URLs como aqueles e-mails de MSN).

tela de notebook com logo do Linkedin
Imagem: napratica.org.br

Para fazer isso, basta acessar seu perfil e procurar pela opção de editar URL. Lembre-se de não colocar espaços, acentos ou muitos símbolos confusos. Seja direto e minimalista.

6. Crie artigos

Se você domina um assunto, pode criar um artigo sobre ele no LinkedIn. Novamente, cuidado com as palavras que utiliza e opte pelo português adequado. É melhor não ter nenhum artigo que fazer um artigo que vai causar má impressão e queimar seu nome antes mesmo de ele ter uma chance no mercado.

7. De olho nas vagas no LinkedIn

Muitas empresas divulgam suas vagas pelo Linkedin. O ideal é seguir as empresas nas quais você tem vontade de trabalhar ou estagiar. Além disso, você pode encontrar muitos “influenciadores” que divulgam vagas e informações a respeito do mercado de trabalho e carreira que podem ser importantes para você.

Para fechar, confira as dicas que nós damos no vídeo abaixo:

Copiado!
Engenharia 360

Eduardo Mikail

Engenheiro Civil, empresário e empreendedor digital. É fundador do Engenharia 360 e sócio-fundador da Bronks content., produtora de conteúdo e projetos digitais. Formado em Engenharia Civil e Administração com especialização em Marketing pela ESPM, já trabalhou em uma das maiores construtoras do país e hoje está à frente da Mikail Arquitetura e Engenharia. Interessado por tecnologia, iGadgets e nas horas vagas curte viagens, música e fotografia. Segue lá no Instagram @eduardomikail

Comentários