Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o polêmico Estádio de São Petersburgo

Engenharia 360

3 min

POR Dayana Leci 21/06/2018

Hoje iremos lhe apresentar mais um estádio que sediará a Copa do Mundo 2018, ao todo são 12 estádios e o escolhido de hoje foi o polêmico Estádio de São Petersburgo.

De fora, o estádio mais parece uma nave espacial! Mas não se deixe enganar pela lindíssima arquitetura futurista, quem olha esta exuberante estrutura não imagina a dor de cabeça que esta obra gerou. A própria população local já apelidou esta arena de “Estádio Vergonha”.
Conheça tudo sobre este caso de amor e ódio Russo.

Será neste estádio que a seleção brasileira irá jogar amanhã, contra a Costa Rica.

 

Detalhes do Estádio São Petersburgo:

Inauguração: 2017

Jogos sediados durante a Copa: 7

Capacidade: 67 mil pessoas

Custo : R$ 2,8 bilhões

 

Localização

O novo estádio está localizado na ilha de Krestovsky, por isso a mobilidade foi uma das principais preocupações dos organizadores. Para garantir um bom  fluxo foi feito uma nova ponte levadiça, escolheu-se uma ponte erguida verticalmente por São Petersburgo ser a  principal cidade portuária do país.

Estádio São Petersburgo - Copa 2018

Arquitetura

Entre cúpulas de igrejas e palácios, um enorme estádio em forma de nave espacial desponta como novo cartão-postal de São Petersburgo. A obra é um projeto do renomado arquiteto japonês Kisho Kurokawa (falecido em 2007, pouco depois do início da construção).

 

Obra

Por conta do frio extremo do  inverno russo, a cobertura garantirá que o campo possa ser protegido. O local tem teto retrátil e campo deslizante, o que significa que será possível sediar todos os tipos de eventos, inclusive shows.  Foi também implementada uma nova tecnologia permitindo que o estádio seja capaz de manter uma temperatura constante durante todo o ano, algo em torno de 20º C.

Estádio São Petersburgo - Copa 2018Estádio São Petersburgo - Copa 2018

 Corrupção envolvendo a construção.

Houve muito atraso, por isso, foi gasto muito além do previsto. O custo total da obra atingiu mais de 800% além do calculado inicialmente. Tornando-se assim, o mais caro estádio do Mundial.

A obra deveria custar R$ 366,6 milhões, mas já está avaliada em R$ 2,8 bilhões. Quase três vezes mais que o Mané Garrincha, que foi o mais caro estádio da Copa no Brasil.

Se engana quem acredita que todo este dinheiro em abundancia  foi garantia para se ter perfeição e trabalho bem feito, em uma visita, a Fifa constatou várias falhas técnicas, o Zenit (time que será dono do estádio), também reclamou e entregou uma lista com a bagatela de mais de 1.000 itens para correção.

Com todos estes escândalos o estádio virou uma enorme dor de cabeça ao país e ficou conhecido como “Arena Propina”.

 

Você sabia? 

A equipe da construtora jogou a primeira partida contra os trabalhadores da obra, que venceram por 6 a 2.

 

Estádio São Petersburgo

 

#WorldCupRussia2018
Copa 2018
Copa do mundo 2018
Copa fifa 2018
Copa russia 2018
Engenharia copa do mundo
fifa 2018
Obras copa
Obras copa 2018
Obras copa 2018 engenharia

Dayana Leci dos Santos

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
3 coisas que um engenheiro deveria olhar ao comprar um fone de ouvido
Pesquisadores desenvolvem ferramenta portátil para detecção de cianotoxinas
Substituição no anodo de grafite pode melhorar as baterias recarregáveis
Bombeamento de água subterrânea interfere na vazão de rios: veja efeitos nos EUA
Curso de especialização na Europa pode ser mais barato que um MBA no Brasil
Novo sistema de prótese manual promete maior precisão e treinamento mínimo
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

6 Resultados