Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Como o Excel é usado na Engenharia?

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 12/11/2019 3 min

Como o Excel é usado na Engenharia?

por Larissa Fereguetti | 12/11/2019
Copiado!

O Excel é uma ferramenta tão versátil e cheia de recursos que é difícil encontrar alguém que realmente saiba tudo sobre ele. Justamente por ser assim tão versátil, ele é um prato cheio para diferentes áreas da Engenharia e deve ser explorado ao máximo por esses profissionais.

Excel na Engenharia
Imagem: aarquiteta.com.br

Em uma empresa, por exemplo, é preciso manter tudo organizado. Nesse sentido, o Excel é uma das ferramentas mais utilizadas, seja para banco de dados, armazenamento de informações, financeiro, modelagem, etc.

O uso das planilhas também poupa tempo e recurso e isso acontece principalmente porque, uma vez feita uma planilha, ela precisa apenas ser atualizada com os novos valores. Basta alguns passos e o resultado final aparece na sua tela.

Um dos grandes usos do Excel é na modelagem. As empresas podem criar modelos e executá-los de forma simples, atualizando todo um conjunto de dados. Também é possível importar as planilhas para uma gama de outros programas (cuja a lista de compatibilidade é imensa) de modelagem específicos.

 

 

No caso de uso na parte financeira, o Excel pode ser usado para fluxo de caixa, planilhas de gastos, vendas, pagamentos, etc. Todas essas informações podem ser organizadas em planilhas e, além, de facilitar o acesso e a compreensão, facilita o cálculo. Afinal, registrar tudo em papel é trabalhoso, nem tão confiável assim e gasta um enorme espaço de armazenamento.

Já para banco de dados, o Excel possui uma ferramenta ainda mais profunda que as planilhas que usamos de forma cotidiana para armazenar informações. Ele permite programar e organizar um banco de dados e há programas criados usando-o como interface para o usuário. Ou seja, você abre e trabalha no Excel com ferramentas integradas a um banco de dados todo programado funcionando por trás. Então, não é preciso programar, basta usar as ferramentas disponíveis nas abas do Excel.

A criação de rotinas por meio de macros otimiza ainda mais o uso do Excel. Criar uma macro é criar um processo que é reproduzido toda vez que você clica em um botão. Esse processo pode ser simples (como uma soma) ou algo maior e mais complexo.

Vale ressaltar que o Excel é uma ferramenta com suporte da Microsoft, de modo que muitas empresas possuem comunicação direta com ela. Assim, todos os problemas são reportados e busca-se uma solução em conjunto.

Excel na Engenharia
Imagem: products.office.com/

O que isso tudo significa? Se pararmos para pensar, somos engenheiros (as) / futuros (as) engenheiros (as) e estamos diretamente ligados ao uso da tecnologia. No mercado competitivo, quem sabe usar esses recursos está sempre um passo a frente dos outros.

Nesse sentido, o Excel é uma ferramenta espetacular que não só pode, como deve ser aprendida. É bem provável que você vá ser questionado sobre o domínio do pacote Office em entrevistas e é preciso estar ciente que saber usar o Excel não é só saber criar, salvar, pesquisar e outras tarefas simples que qualquer pessoa com o contato mínimo com um computador sabe fazer. Isso é só a pontinha do Iceberg.

Então, na lista de ferramentas que um(a) engenheiro(a) deve dominar antes de ingressar no mercado de trabalho, pode ter certeza que o Excel é um dos primeiros da lista (muito provavelmente o primeiro). A grande vantagem é que aprender a usar esse recurso não é difícil. Por ser uma ferramenta muito intuitiva, com interface amigável e simplificada, basta ter boa vontade e correr atrás do conhecimento.

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários