Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

China vai pousar no lado mais escuro da Lua ainda este ano

por Bernardo Lopes Frizero | 21/02/2018
Copiado!

A agência estatal chinesa Xinhua anunciou que o país tem planos de aterrissar no lado mais distante da Lua, algo jamais alcançado durante as explorações ao satélite da Terra. Este será o primeiro desembarque em uma região inexplorada da Lua chamada Bacia do Sul.

A China pretende enviar uma sonda para o lado escuro da Lua até o fim de 2018 e, em seguida, espera colocar os astronautas por lá até 2036.

Crédito: Divulgação

Saiba mais

Os planos chineses são bem interessantes e vão muito além de apenas “chegar ao local”.  Junto da espaçonave, terão uma série de ferramentas, sementes e plantas, de forma que os cientistas consigam verificar como que as plantações se comportam uma vez que estejam na superfície.

A China também anunciou planos para lançar uma sonda espacial para trazer amostras da lua, gerando uma espécie de corrida espacial, já que o presidente dos EUA, Donald Trump, também tem a ambição de revitalizar a exploração espacial dos EUA.

A sonda lunar Chang-5 está passando por uma rodada final de testes e espera-se que esteja em modo de espera para lançamento a partir de agosto, informou o Diário do Povo Chines, ainda no ano passado.

Além da coleta de amostras, o lançamento envolverá novos desafios para a China na decolagem da lua e reentrada de alta velocidade para a atmosfera da Terra, tornando-a uma das missões espaciais mais complicadas e difíceis.

O presidente chinês, Xi Jinping, tem trabalhado para  que a China se torne uma potência global na exploração espacial e não tem poupado esforços.

“Não muito tempo atrás, a Administração de Trump dos Estados Unidos revelou uma ambição de retornar à Lua. Nosso país também anunciou uma série de planos de exploração de espaço profundo”, disse Jinping.

 

Crédito: Divulgação

Próximos Passos

Em janeiro, a agência espacial da China anunciou planos para lançar duas missões para Marte e uma sonda para Jupiter. O vice-diretor da Administração Espacial Nacional da China, Wu Yanhua, disse que a primeira sonda seria enviada para Marte até 2020.

A parte mais longínqua da Lua até hoje só foi vista através de fotos, nunca ninguém a explorou de fato. Se tudo der certo com o projeto chinês, isso pode mudar muito em breve.

Fonte: Daily Mail

Copiado!

Comentários