Engenharia 360

Celular do Google tem peças desmontáveis que lembram Lego

Imagem padrão usuário
por Luciana Reis
| 02/02/2016 | Atualizado em 12/05/2022 2 min

Celular do Google tem peças desmontáveis que lembram Lego

por Luciana Reis | 02/02/2016 | Atualizado em 12/05/2022
Engenharia 360

O Google anunciou o primeiro smartphone com componentes desmontáveis, que facilita o conserto e a atualização do dispositivo, uma vez que é necessário apenas trocar a peça com defeito. As partes são encaixáveis, assim como as peças de Lego. O lançamento do piloto do “Project Ara”, como foi denominado, está previsto para este ano de 2016.

project-ara-blog-da-engenharia

Imagem: The Verge

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


O objetivo é criar um dispositivo inovador e amigo do meio ambiente, uma vez que diminui o descarte de aparelhos. Os módulos podem ser inseridos e desencaixados com facilidade, o que permite ao usuário atualizar e personalizar o celular, projetado para chegar ao mercado no valor aproximado de 50 dólares (o equivalente a aproximados 200 reais).
O celular é montado de acordo com a necessidade de cada pessoa. Por exemplo, se o dispositivo não é utilizado para fotografar, é possível substituir o módulo referente à câmera por uma segunda bateria, principalmente nos casos em que o consumo é alto pela utilização de aplicativos no smartphone.

google-blog-da-engenharia

Imagem: Huffington Post

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto do celular modular foi bastante divulgado e já recebeu o apoio da Motorola, quando esta pertencia ao Google. O “Project Ara” representa uma alternativa ao descarte fácil dos aparelhos celulares, mas ainda é necessário aguardar pelo lançamento. De acordo com o Google, o projeto está em fase de testes nos EUA. Vale a pena aguardar por novidades.
Referências: Project Ara, Tech Tudo, Time, The Verge

Comentários

Imagem padrão usuário

Luciana Reis

Formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, com experiência como jornalista freelancer na produção de conteúdo para revistas e blogs.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo