Engenharia 360

Terremoto na Turquia: veja o antes e depois do Castelo de Gaziantep

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 07/02/2023 | Atualizado em 09/02/2023 3 min

Terremoto na Turquia: veja o antes e depois do Castelo de Gaziantep

por Simone Tagliani | 07/02/2023 | Atualizado em 09/02/2023
Engenharia 360

Na segunda-feira, dia 6 de fevereiro de 2023, o território do sul da Turquia e norte da Síria sofreu com um terremoto de magnitude 7,8. O epicentro do tremor foi no povoado de Kahramanmaras, próximo à cidade de Gaziantep, onde está localizado o Castelo de Gaziantep, uma obra de 2 mil anos. A construção foi severamente danificada. Certamente, essa perda não se compara à vida de tantos que se foram durante o evento. Mas gostaríamos de comentar, aqui neste texto, o quanto a própria história da arquitetura também foi impactada. Veja a seguir!

A história do Castelo de Gaziantep

O Castelo de Gaziantep é uma das principais atrações turísticas da Turquia. Trata-se de uma das primeiras estruturas construídas na parte central e mais alta da cidade durante o Império Hittite, dois mil anos atrás. Durante séculos, foi dominado por várias forças. A partir de 661 d.C., esteve nas mãos dos califas muçulmanos. Já em 962, voltou a pertencer aos bizantinos. Depois de 1067, quem tomou foram os seljúcidas. Capitulado pelos cruzados no ano de 1098. Voltando para os seljúcidas, em 1218.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A construção resistiu aos ataques do Império Molgol e de mamelucos, alternadamente. Passou por renovações e reformas, sobretudo no Império Bizantino de Justiniano I. Recebeu várias torres, baluartes, fortificações defensivas, além de um fosso no entorno. Serviu de base militar depois do Império Otomano, por volta de 1500. E serviu de defesa no século XVIII. Mesmo assim, grande parte da sua estrutura foi ao chão neste triste fevereiro de 2023.

Terremoto na Turquia
Imagem reproduzida de Freepik
Terremoto na Turquia - Castelo de Gaziantep
Imagem reproduzida de Wikimedia Commons – rheins by CC BY 3.0 via UOL

Os estragos provocados pelo terremoto

Visto de cima, antes do terremoto, o Castelo de Gaziantep ocupava uma área de 1.200 metros em um desenho de círculo irregular. Mas esta já não era a sua forma original. A mesma foi já impactada por um terremoto durante a dinastia Ayyubid, entre os séculos XIII e XVI. Foi nesta época que a fortaleza do castelo ganhou muros mais altos e suas seis torres ganharam decorações, além de alguns prédios civis.

O castelo, assim como a mesquita Haji Yusuf, nas proximidades, também sofreu com terremotos em 1864, 1964 e 2020. Mas este terremoto de 2023 foi diferente. A saber, a energia liberada neste dia 6 se compara a 130 bombas atômicas da potência da bomba de Hiroshina – energia acumulada na falha que se rompeu por 500 anos. A Turquia se moveu 3 metros. Nisso, partes das paredes da fortaleza e das torres de vigia foram niveladas e outras partes desabaram. As grades de ferro em volta se espalham pelas calçadas. A parede de contenção também colapsou. E, no que ficou de pé, vê-se grandes rachaduras.

Terremoto na Turquia
Imagem reproduzida de EsBrasil
Terremoto na Turquia
Imagem reproduzida de Freepik e Redes Sociais via DOL
Terremoto na Turquia
Imagem reproduzida de divulgação vídeo Youtube via UOL

Veja Também: Descubra arquitetura histórica do Brasil: 10 castelos para visitar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: G1, UOL.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital e Marketing Digital; estudante de Gestão de Projetos; e proprietária da empresa Visual Ideias.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo