Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Pais e Mães engenheiros: como escolher a cadeirinha de bebê | Maxi-Cosi

por Eduardo Mikail | 28/10/2019

A
chegada de um bebê na família implica em preparar “o terreno”
para que ele tenha um bom desenvolvimento. Há um checklist de peso
para completar antes que o pequeno nasça.

E entre tantos itens estão o carrinho, bem como o bebê conforto automotivo. São duas peças indispensáveis para a locomoção segura do rebento. Ambas precisam ser certificadas pelo Inmetro, além de seguir o que indica a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas
como escolher o bebê conforto ideal? Pais e mães engenheiros de
plantão: vocês sabem?

Para
lhes ajudar elaboramos um artigo com os principais quesitos a serem
lembrados na hora de comprar esse produto que vai facilitar a vida!

Primeiramente,
é bacana dizer que todos os bebês confortos atendem o grupo 0+, ou
seja, dos pequenos que têm de zero a 13 quilos, sempre de costas
para o movimento.

É
importante que o modelo escolhido já tenha a base veicular, que será
instalada no carro, facilitando sua colocação e retirada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Perigo
do airbag no banco traseiro

Na
hora de instalar uma cadeirinha ou bebê conforto contra o movimento,
é preciso verificar se o carro possui airbag no banco traseiro.

Vale
lembrar que, a partir de 2020 os carros zero – até mesmo as versões
populares – sairão de fábrica com o air bag na parte de trás.

Caso
o modelo escolhido tenha, é preciso desativá-lo, pois caso seja
acionado em uma freada brusca ou batida, empurrará a criança para a
frente contra o encosto do banco. Ou seja, a cadeirinha não terá
ajudado em nada.

Veja a demonstração no alerta de um dos fabricantes:

cadeirinha de bebê Maxi-Cosi

Segundo
Ariana Mello, representante da Maxi-Cosi, marca referência quando se
trata de acessórios infantis para viagem e passeio, não adianta
adquirir um produto de primeira linha se o airbag fará o contrário
do esperado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dessa
forma, o recomendado é procurar no painel do carro a chave que
desativa a ação do airbag do passageiro. Lembrando que ela se
encontra em um lugar diferente em cada modelo.

Quando
por a criança de frente?

Essa
é uma dúvida comum entre todos os pais. Se a indicação primordial
é que o bebê fique de costas para o movimento na cadeirinha, com
qual idade ele pode se virar para frente?

A
resposta é dada pelos pediatras, que sinalizam sobre a formação da
coluna vertebral dos pequenos. De acordo com os profissionais, os
pais podem prolongar a estada dos filhos de costas o máximo que
puderem. Assim estarão respeitando o tempo do corpo estar mais
resistente a impactos.

A
necessidade de virar a criança surgirá quando ela realmente não
couber mais na posição contrária. Até porque os pézinhos
começarão a encostar no banco e ela própria se sentirá
incomodada.

Isso
geralmente ocorre por volta dos 12 meses de idade, mas varia de
criança para criança.

cadeirinha de bebê Maxi-Cosi

Ao
colocar um bebê menor que essa faixa etária de frente, acionará um
risco à cervical em caso de acidentes, sobretudo na área do
pescoço.

Quando
há uma batida, por exemplo, acontecerá o efeito chicote, que
consiste no corpo ser arremessado com violência para a frente e logo
após para trás.

Ajuste
de altura do cinto da cadeirinha

Ariana
Mello, da Maxi-Cosi alerta sobre o uso correto do cinto próprio da
cadeirinha automotiva. Ele deve estar na altura do ombro da criança,
não mais para baixo nem para cima.

Muitos
pais se esquecem de ajustá-lo conforme o bebê cresce, não
garantindo a segurança em caso de colisão.

Vale
dizer que os cintos devem estar com um dedo de distância do corpinho
do bebê. Essa largura deve ser ajustada de acordo com a roupinha que
o baby estiver usando, afinal, cada uma tem uma espessura.

Lugar
mais seguro para instalar o bebê conforto

Quando
o carro tem o sistema isofix, ou seja, tem um terceiro ponto de
fixação, o lugar do meio é o mais seguro para instalar a
cadeirinha automotiva.

Nesse
caso, os dois pontos inferiores ficam entre o assento e o encosto.
Enquanto o terceiro ponto, chamado de ancoragem, fica no teto ou no
porta-malas, o que é mais comum.

O
meio é o mais indicado porque retira a criança de uma área de
risco se houver colisão lateral.

Agora,
se o carro não tiver cinto de três pontos no meio, o melhor lugar é
atrás do passageiro. Principalmente quando se dirige sozinho na
companhia da criança.

cadeirinha de bebê Maxi-Cosi

Esses
são os principais tópicos que merecem a atenção na hora de
adquirir uma cadeirinha automotiva.

Lembre-se
que a lei brasileira exige que o bebê conforto seja usado por
crianças de até 1 ano de idade. Já as de 1 a 4 anos podem ser
colocadas nas cadeirinhas. Enquanto as de 4 a 7 anos e meio precisam
de um assento de elevação, sempre presas ao cinto de segurança.

O que achou do artigo? Se você procura qualidade, indicamos o site da Maxi-Cosi Brasil para conhecer os modelos de cadeirinhas automotivas da marca, além dos carrinhos de bebê, todos de primeira linha.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Engenheiro Civil e empresário, tem o empreendedorismo como estilo de vida. Já trabalhou em uma das maiores construtoras do país e hoje é sócio-fundador da Mikail Engenharia, além do portal Engenharia360.com, um dos pioneiros e maiores veículos especializados no Brasil. É formado também em Administração com especialização em Marketing pela ESPM. Adora viajar e adquirir conhecimento, pois acredita que é a maior riqueza do ser humano. Busca constantemente transformar as dificuldades em desafios. Segue lá no Instagram @eduardomikail