Engenharia 360

Biocombustível produzido a partir de bactérias

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 20/05/2013 | Atualizado em 15/07/2022 < 1 min

Biocombustível produzido a partir de bactérias

por Larissa Fereguetti | 20/05/2013 | Atualizado em 15/07/2022
Engenharia 360

A busca por fontes de energia renováveis está cada vez maior. Dentre elas ganha destaque o biocombustível. No Brasil, a população está acostumada a ver biocombustíveis a partir de plantas, mas pesquisadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido, modificaram geneticamente a bactéria Escherichia coli para a produção de biodiesel.

Biocombustível

Normalmente, esta bactéria habita o intestino humano. Porém, algumas variações dela podem provocar doenças. Essa bactéria é capaz de transformar açúcares em um tipo de óleo que compõe sua membrana.

A E. coli foi modificada com o DNA de outras bactérias, alterando suas características. Depois ela foi inserida em um meio preparado com determinadas substâncias de tal forma que o produto final era o biodiesel.

A vantagem desse biodiesel é que ele é muito semelhante ao óleo diesel derivado do petróleo e, consequentemente, não necessita sofrer qualquer mistura e não requer uma adaptação nos motores já existentes. Outra vantagem é que o uso de bactérias eliminaria os problemas relacionados ao espaço utilizado para a plantação, uso de água, pragas, dentre outros enfrentados pelos combustíveis derivados das plantas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo