Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Astronomia: pesquisadores descobrem quatro exoplanetas maiores que Júpiter

por Rafael Panteri | 19/04/2021

Quatro planetas recém encontrados pelos cientistas possuem um dado bem curioso, ter um tamanho 10% maior do que o maior planeta do sistema solar, Júpiter.

Um time internacional de astrônomos detectou quatro exoplanetas no projeto que utiliza o Next Generation Transit Survey ou NGTS – base robótica localizada no deserto do Atacama, Chile, que procura por planetas fora do sistema solar. Os quatro astros encontrados são pelo menos 10% maiores que Júpiter, mas menos massivos. O estudo foi publicado em março de 2018.

astronomia
Deserto Atacama, Chile | imagem de LuisValiente em Pixabay

Os Hot Jupiters

Chamados de “hot Jupiters” – do inglês, Jupíteres quentes -, os quatro planetas apresentam características similares ao do maior astro do sistema solar. E eles possuem um período orbital menor que 10 dias, além de elevadas temperatura na superfície devido à proximidade com suas estrelas.

jupiter
Planeja Júpiter | imagem de WikiImages em Pixabay

A detecção disso ocorreu entre agosto de 2017 e agosto de 2018. Na ocasião, os cientistas identificaram sinais transitórios na curvatura da luz de quatros estrelas. Esses sinais são causados pela presença de um corpo celeste enorme e foram confirmados posteriormente pelo Observatório Astronômico Sul-Africano e pelos satélites da NASA. Por fim, os novos exoplanetas acabaram recebendo o nome de NGTS-15b, 16b, 17b e 18b.

Sinais transitórios na curvatura da luz que demonstra a presença de corpos celestes – Imagem do estudo publicado

Veja também: NASA anuncia planos de colocar painéis solares na Lua

As conclusões das pesquisas

Com um raio 1,1 vezes maior do que Júpiter, acredita-se que NGTS-15b seja o menor planeta do quarteto; tendo 25% menos massa do que Júpiter; orbitando sua estrela hospedeira em apenas 3,27 dias; localizado a 2600 anos-luz da Terra; e com uma temperatura de 5600K!

Em comparação, o NGTS-16b é o maior planeta do quarteto, com um raio 1,3 vezes maior do que Júpiter; seu período orbital é de 4,84 dias; sua temperatura é de 1200K; e está localizado há 2900 anos-luz de distância da Terra.

Com o resultado destas pesquisas, os autores do estudo confirmaram que estes seriam, portanto, exoplanetas inflados, ou seja, com diâmetros bem maiores do que o esperado!

Depois da publicação da descoberta, diversos laboratórios e grupos de pesquisadores direcionaram a sua atenção justamente para tais planetas. Agora, eles querem partir para a análise das suas formações rochosas e possíveis planetas próximos!

Então, o que achou dessa descoberta? Deixe suas impressões nos comentários!


Fontes: Physis.org.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.