Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Como os navios novos são colocados na água? | 360 Explica

por Clara Ribeiro | 04/02/2021

Você já parou para pensar em como as grandes embarcações são colocadas no mar? Entenda!

Quando pensamos em navios e grandes veículos marítimos, geralmente já os imaginamos navegando sobre o mar, em plena atividade. Contudo, novos navios e embarcações estão sendo constantemente construídos. Mas você já parou para pensar como eles são colocados sobre a água pela primeira vez?

Naturalmente, os navios são construídos em locais secos, e depois lançados ao mar. E, além disso, o mais lógico seria pensar que todo o processo é feito em lugares costeiros, baías ou fozes de grandes rios.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Parâmetros para construção de navios

Antes de tudo, devemos levar em conta que navios são veículos de grande porte e que, por isso mesmo, devem ser construídos com grande cuidado e atenção. Desse modo, a precisão dos cálculos é extremamente importante e não deve deixar margens para erros.

Na realidade, o projeto de um navio, desde seus primeiros esboços até sua concretização, torna-se progressivamente mais rígido em relação a seus cálculos. Para guiar todo esse processo, são adotados alguns princípios náuticos gerais, como a resistência a propulsões e a regularidade de oscilações.

De todo modo, para que o projeto do navio tenha sucesso, é necessário obter a melhor combinação possível entre os diversos princípios e requisitos pré-estabelecidos pelo estaleiro naval.

Hoje em dia, são utilizados softwares altamente especializados para auxiliar nesse processo. Como já mencionado, o navio é um sistema complexo e, por isso, qualquer mudança mínima pode afetar o todo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

navios novos colocados na água

Da terra ao mar

Enfim, chegamos à parte do processo em que, depois de construídos, os navios são lançados ao mar. Para isso, há duas opções de técnicas possíveis. A primeira, e menos utilizada, é a técnica chamada de “flutuação”.

Nessa técnica o navio já é construído em uma doca seca. Ou seja, a embarcação já ficará pronta em um “buraco” portuário que fica abaixo do nível do mar. De certa forma isso facilita o processo.

Afinal, após a construção, abre-se o portão da doca para que entre a água do mar. Dessa maneira o navio já está sobre a água e fica livre para transitar.

A outra técnica, que é mais comum em estaleiros e portos do mundo todo, é chamada de “lançamento”. Nesse caso, o navio é posto sobre uma rampa inclinada, com o objetivo de fazê-lo deslizar até a água.

Porém, devido ao seu enorme peso, são utilizados cabos de aço para equilibrá-lo ao chegar na água e impedir que o navio afunde. Por isso, além de ser mais comum, essa técnica é também mais impactante visualmente.

Já conhecia essas técnicas? Deixe um comentário abaixo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.