Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

20 tendências que vão transformar a Indústria da Construção Civil

por Matheus Lima | 23/09/2020
Copiado!

Elas se dividem em mega, macro e minitendência e estão diretamente ligadas aos avanços tecnológicos.

Tomada por ciclos de altos e baixos, característica de uma onda senoidal, a Indústria da Construção Civil tem a aposta de se reinventar no cenário da próxima década. Ela deve ser impulsionada pelos avanços tecnológicos do setor, crescente aumento no número de Construtechs e mudanças comportamentais, demográficas e de consumo.

Nesse sentido, separamos as 20 tendências que prometem transformar a indústria da construção civil. Confira a lista:

Megatendência

Aumento Demográfico do Mundo

A expectativa da população do Mundo em 2100 é de quase 11 bilhões de pessoas, correspondendo a um aumento populacional de 500% se compararmos desde o ano 1950. Dessa população, estima-se que 16% terá idade superior a 65 anos e quase 70% se concentrará em áreas urbanas. Como consequência, teremos uma mudança na maneira de consumir bens de consumo e serviços, impactando na mobilidade urbana, consumo de moradia e destinação de resíduos, entre outros.

Expectativa da População Mundial 2100

Expectativa da População Mundial 2100 | fonte: World Population prospect 2100 PWC Research Center | https://www.pewresearch.org

Economia

Com a crescente diminuição da taxa de juros, vista a SELIC a.a. no momento que esse texto esta sendo escrito, ativos imobiliários que antes não eram muito visados, passam a serem reavaliados frente a ativos mobiliários. Devido à abertura econômica de diversos países emergentes e o aumento da renda per capita, é possível que a renda da população menos favorecida aumente, o que muda o padrão de consumo nesses países.

Recursos naturais

Nas últimas 2 décadas, vivemos uma constante luta para a preservação do meio ambiente. Comparada com a geração dos Baby Boomers, o comportamento das geraçõs X, Y (Millenials) mudou bruscamente. Millenials não aceitam mais negligência à fauna e flora, porém o desafio continua. Com o aumento demográfico, somado à tendência de mais consumo, a curva de exploração dos recursos naturais de maneira imprópria se achatará, mas continuará um desafio para as próximas gerações.

Cultural

A sociedade se torna mais preocupada com a saúde. Há uma diminuição global no consumo de cigarros e bebidas alcoólicas em proporção ao número de pessoas. Isso reflete na preocupação do bem estar em ambientes fechados (vide situação de nova pandemia), nos quais a população passa a maior parte do dia.

Tecnológica

Houve na última década uma crescente exponencial de tecnologia em todas as cadeias e níveis industrias. A construção civil não ficará de fora. Processos mais digitalizados, automatizados e tecnológicos, por consequência, reduzirá os custos e impulsionará a indústria.

Macrotendência

Preços

Aumento da demanda por moradia, consequente da diminuição da estante de imóveis e procura por moradia em área urbana, tende à elevar os preços imobiliários.

Legislação ambiental

Órgãos ambientais terão cada vez mais poder e regulação para a proteção do meio ambiente. Fomentados pela população mais alienada aos impactos ambientais de grandes construções.

Comportamento do consumidor

A mudança de mindset do consumidor, cada vez mais engajado nas mídias sociais, passa a ter mais preocupação com os canais digitais da Empresa que vai virar cliente. O consumidor hoje, além de procurar um serviço e atendimento mais personalizado, não abre mão de ver propósito no que compra.

Inovação

Inovar para sobreviver. Devido à constante diminuição de margens de lucro da Indústria e a estagnação de índices de produtividade, a Empresas veem, nos últimos anos, uma fuga nas startups para solucionar problemas da cadeia e estar alienada a próxima disrupção no setor para não perder seu valor de mercado e competitividade.

Modelo ágil

“Produto bom, é produto perfeito” – Não! Se o produto é bom e perfeito, quem dirá é o seu cliente final. Se ele não foi lançado, ele ainda não é bom, muito menos perfeito. Empresas cada vez mais com modelos de gestão horizontal, os quais permitem ao funcionário na ponta tomar decisões que são burocráticas. Empresas que aceitam pequenas falhas, “prototipam”, remodelam e lançam novamente, tentem a ter mais sucesso.

Minitendência

Pré-fabricados e pré-moldados

Como o modelo da indústria automobilística, a indústria da Construção Civil tende a adotar modelos de construção mais em “chão de fábrica”, no qual o canteiro de obra é meramente um local para montagem. De sistemas estruturais até elétricos e hidráulicos, cada vez mais sendo realizados em ambiente fabril.

Eficiência energética

Escassez de recursos aumenta o preço da energia na ponta e tende a continuar. Dessa forma, há uma projeção de uso de insumos mais sustentáveis e eficientes. Arquitetura bioclimática e energias renováveis se tornam premissas de projeto.

Materiais recicláveis e alternativos

Maior procura por materiais que impactem menos o meio ambiente e sejam reciclados: com o aumento da força dos órgãos de meio ambiente, produtos novos tendem a ser mais caros.

mãos segurando uma planta, representando sustentabilidade nas tendências da indústria da construção civil. Imagem ilustrativa
Imagem: Noah Buscher | Via Unsplash

Durabilidade

Retomada de materiais mais duráveis e menos descartáveis, que a partir dos anos 90 foram perdendo seu valor. Devido ao impacto ao meio ambiente e falta de recursos, esses materiais tendem a ser valorizados e procurados.

Reuso de água

Se torna indispensável, visto que não há grandes custos agregados no projeto de reuso de água para fins menos nobres, como lavagem de carros.

Co-living | Senior-Living

Mudança demográfica e de faixa etária da população aumentará a procura para moradias personalizadas para idosos.

E-commerce

É cada vez mais dispensável a presença física nos decorados. Compradores de imóveis só irão aos decorados se a empresa fornecer uma experiência muito diferente da digital. A aquisição de moradia tende a ser mais realizada on-line.

Marketplace

Seja no B2B ou B2C, empresas passarão a fornecer mais serviços em marketplace, seja aluguel de ferramentas, seja compra de materiais construtivos ou no aluguel de moradia.

Automação de Design e Projetos

Projetos arquitetônicos e de interiores serão cada vez mais automatizados por processos paramétricos e base de dados.

IoT e Blockchain

Internet of Things muda o cenário da construção e produtividade. Gestão de pessoas e processos serão realizados de forma remota e atual, associada a contratos em Blockchain, permite uma transparência e uma cadeia toda.
Ex: Aluguel de equipamentos: Dashboard atualizado apresenta em tempo real qual foi o consumo da máquina, a quantidade de serviço que ela realizou, quanto tempo ela permaneceu ligada,etc. Contrato em Blockchain permite efetuar o pagamento como acordado de maneira remota e transparente, ligando toda a cadeia desde o engenheiro da obra até o gestor de contrato e a contratada.

Leia também: Novos pilares tecnológicos pós-pandemia no contexto da Indústria 4.0

Você concorda com essa lista? Acrescentaria mais algum item? Comente!

Copiado!
Engenharia 360

Matheus Lima | Papo de Obra

Engenheiro Civil, Msc. Construções Sustentáveis e Eficiência Energética. Entusiasta em Inovação, BIM, Construções Sustentáveis na Construção Civil. Host do podcast Papo de Obra: Podcast que visa aumentar o diálogo na Indústria da Construção Civil. IG: @opapodeobra

Comentários