Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

O Engenharia 360 testou o ID.3 e ID.4, as apostas da Volkswagen para o segmento 100% elétrico

por Rafael Panteri | 13/12/2021

A Volkswagen começou sua campanha em 2019 no Brasil com carros elétricos. Naquele ano, a fabricante alemã apresentou para o público o híbrido Golf GTE. Agora, foi a vez dos dois modelos 100% elétricos, o ID.3 e ID.4. Aliás, o Engenharia 360 foi convidado para dar uma volta nesses dois carrões! E aqui está nossa análise! Confira!

A Plataforma MEB

Todos os carros elétricos do grupo Volkswagem apresentam a plataforma modular para veículos elétricos, a MEB. Esse design permite a instalação do motor tanto na parte dianteira do carro como na parte traseira – como é o caso dos dois modelos testados. E o conjunto de baterias se encontra no assoalho entre os eixos, garantindo um centro de gravidade baixo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Plataforma MEB – Imagem: Volkswagem

Os novos modelos Volkswagen

ID.3

Com o comprimento total de 4,26 metros, o modelo hatch se aproxima muito da oitava geração do Golf. A diferença está no seu entre eixos: os 2,77 metros – 14 centímetros a mais do que o Golf -, que proporcionam balanço dianteiro e traseiro pequenos. Isso maximiza o espaço interno e distribui de forma equilibrada o peso.

O motor de 204 cv e 31,6 kgfm do ID.3 realiza a aceleração de zero a 100 km/h em 7,3 segundos, porém com uma velocidade limitada em 160 km/h. O conjunto de baterias de 58 kWh proporciona uma autonomia de 426 km e seu carregamento completo leva 6 horas e 15 minutos.

ID.4

O SUV ID.4 já é comercializado nos EUA, Europa e China e pode ser tornar o primeiro elétrico da marca a ser vendido no Brasil. Seu entre eixos é o mesmo do ID.3, com 2,77 metros; mas seu comprimento total chega a 4,58 metros.

Seu motor promete de zero a 100 km/h em 8,5 segundos e 160 km/h de velocidade máxima. O grande potencial está nas baterias – com uma capacidade de 77 kWh, a autonomia do ID.4 chega a 522 km.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Interior dos carros

Os dois modelos surpreendem com o espaço interno. A inexistência de um motor a combustão e uma plataforma que permite criar a base do carro sem túnel central melhora o conforto interno para os ocupantes. Além disso, a grande distância entre eixos corrobora com essa questão.

Um detalhe interessante está nos pedais dos dois modelos. Com símbolo de PLAY e PAUSE, os de aceleração e frenagem dão um acabamento bacana para o interior. Observe na imagem a seguir!

Tecnologia

Uma central multimídia de 12 polegadas controla as principais funções dos novos veículos Volkswagen – como sistema de navegação, som, climatização e assistente de direção. Todos os comandos do painel e do teto solar são apresentados por botões touch. Vale destacar a função de massagem nos bancos – para quem viaja por longas horas dentro do carro, é algo que deve ficar 100% do tempo ligado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por fim, o assistente de direção é outro aspecto interessante. Tal sistema identifica motos, ciclistas, carros e pedestres e faz curvas conforme as faixas na via. Saiba mais no vídeo a seguir!

Situação no Brasil

A Volkswagem não quis detalhar preços e datas de lançamentos, mas é provável que ID.3 e ID.4 cheguem ao Brasil em 2022. O ID.3 deve ficar na faixa de preço do Chevrolet Bolt, outro hatch de porte médio; algo em torno de R$ 317 mil. Já o ID.4 ficaria na faixa de R$ 400 mil. Então, o que acha dos preços? Escreva nos comentários!

Veja Também: Família ID e o processo de eletrificação dos produtos Volkswagen


Fontes: Autopapo

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.