Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o novo sistema de recarga para veículos elétricos da empresa L-Charge

por Redação 360 | 09/09/2021

Imagine viajar o Brasil de norte a sul de um jeito mais ecológico. Mas como se pode carregar veículos elétricos na estrada? A L-Charge responde! Veja!

Você já ouviu falar de energia limpa e zero emissão de carbono? Ou sustentabilidade e muitos outros termos que resumem a necessidade da sociedade em frear a crise climática? Pois os veículos elétricos entraram com força nesta luta! Contudo, além de serem mais caros, eles necessitam de um sistema de recarga mais complicado. Então, qual a solução? Veja no texto a seguir!

carros elétricos
Imagem reproduzida de Autoesporte – Globo

Possibilidades de recarga de veículos elétricos

Estações domésticas

Já existem estações domésticas disponíveis no mercado, além de tomadas e plugs especiais; fora que pode-se usar uma rede 110V ou 220V para recargas. Sempre lembrando, é claro, de que a instalação disso tudo deve seguir as especificações sugeridas pelos fabricantes de veículos elétricos. E o tempo de recarga vai depender da Voltagem e Amperagem usadas no sistema de cada um.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

carros elétricos
Imagem reproduzida de UOL

Estações em estradas

De fato, mais fácil pensar em recargas de carros elétricos dentro de áreas urbanas. Mas e se estamos em uma estrada, o que fazer? Bem, pensando nisso, a empresa russa L-Charge desenvolveu o protótipo do seu novo EV (carregador de veículos elétricos), projetado especialmente para rodovias, postos de gasolina e estacionamentos. E, em tese, o mesmo poderia carregar a bateria do carro em 10 minutos, tempo suficiente para tomar um cafezinho!

carros elétricos
Imagem reproduzida de TecMundo

Esse modelo de carregador da L-Charge é fixo, com potência de 250 a 600 watts e garante uma autonomia de 120 a 150 quilômetros para o veículo. Detalhe que a estação de recarga não precisa estar conectada a uma rede elétrica externa. Entretanto, o ponto negativo, para quem estava pensando em energia limpa e sustentabilidade, é que ela precisa de um suprimento interno de gás natural liquefeito e hidrogênio para funcionar. 

carros elétricos
Imagem reproduzida de Automotive Business

Na avaliação dos fabricantes, apesar de emitir 7,05 kg de C02 por 100 km de potência, a solução da L-Charge ainda representa 68% de redução nas emissões de um veículo movido a diesel. Qual o problema? É que precisamos de zero emissão de carbono!

A empresa está apostando que esta tecnologia tornará os veículos elétricos mais acessíveis ao público. Só o tempo dirá!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também: Veículos elétricos em um mundo pós-pandemia – parte I


Fontes: Automotive Business, Globo.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.