Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Metrologia não é só para medir! Conheça seus diferentes tipos e respectivos usos

por Giovanna Teodoro | 04/09/2020
Copiado!

Presente no cotidiano de todos e cheia de utilidade, a metrologia possui diversas aplicações e ramificações, sendo as principais tendo como destaque a científica, a industrial e a legal.

Como já visto no artigo “Metrologia: metro o quê?” a metrologia é uma grande área da engenharia que tem como objetivos prover confiabilidade, credibilidade, universalidade e qualidade às medições, propriedades obrigatórias em processos. Medições confiáveis dependem de um sistema de metrologia organizado, para assim prover os meios para a transferência de seus valores para instrumentos de medição usados na indústria, comércio e pesquisa.

Contudo, existem subdivisões dentro da metrologia que a permite ser ainda mais abrangente e contar com uma aplicabilidade ímpar em nosso meio.

Os tipos de metrologia

Com um caráter essencialmente multidisciplinar, a metrologia envolve conhecimentos em física, química, matemática, biologia e engenharia, além de grande domínio, habilidade e experiência laboratorial. 

Além de desempenhar um importante papel na harmonização das relações de consumo, a metrologia presentemente é considerada um dos pilares da inovação e da competitividade.

Nas indústrias modernas, como as indústrias automobilísticas, nas quais o produto final costuma ser uma montagem de peças e equipamentos produzidos por diferentes corporações, tal montagem só é possível se todos os agentes envolvidos na cadeia de produção de materiais e componentes seguirem padrões rígidos, onde as grandezas e medições envolvidas estiverem amparadas por um bom sistema metrológico.

Basicamente, podemos dividir a metrologia em três grandes áreas de atuação: a científica, a industrial e a legal:

  • Metrologia Científica: trata das pesquisas de sistemas, equipamentos e métodos de medição, bem como do desenvolvimento de padrões de medida e sua manutenção nos níveis mais elevados.
  • Metrologia Industrial: é a parte da metrologia que assegura o adequado funcionamento dos instrumentos de medição usados na produção, nos ensaios e na indústria em geral.
  • Metrologia Legal: é a parte da metrologia responsável pelos sistemas de medição utilizados nas transações comerciais e pelos sistemas relacionados às áreas de saúde, segurança e meio ambiente.
Paquimetro ilustrativo
Imagem por Daniel Andrade | Via Unsplash

Outra subárea super importante mas pouco lembrada é a da medicina. Além dos equipamentos utilizados para diagnóstico, muitas vezes os pacientes precisam ingerir medicamentos na dosagem certa e em períodos estabelecidos, pois caso contrário pode ser drasticamente prejudicial. Por meio da metrologia (com equipamentos precisos), os laboratórios fabricam os medicamentos compostos pela quantidade certa de cada substância.

Mas o que fazem mesmo cada uma das subáreas?

A Metrologia Científica trata, fundamentalmente, dos padrões de medição internacionais e nacionais, dos instrumentos laboratoriais e das pesquisas e metodologias científicas relacionadas ao mais alto nível de qualidade metrológica. Ela realiza as unidades de medida a partir da definição, recorrendo à ciência (física e outras), bem como as constantes físicas fundamentais, desenvolvendo, mantendo e conservando os padrões de referência. Atua no nível da mais alta exatidão e incerteza, sendo independente de outras entidades em termos de rastreabilidade.

Em decorrência dos avanços científicos, em particular com o advento da física quântica, a metrologia científica tem avançado bastante e hoje a realização da unidade de diversas grandezas têm como base fenômenos quânticos, notadamente na metrologia elétrica.

Diante dessa constante evolução e a consciência da importância da metrologia científica para o setor produtivo, surgiram demandas de desenvolvimento em áreas estratégicas, como a metrologia química, a metrologia de materiais, a metrologia em tecnologia da informação e comunicação, a nanometrologia, metrologia na área de frequência, a metrologia para a biologia e a metrologia no campo da saúde.

mulher negra realizando mamografia com técnica asiática orientando
Imagem por National Cancer Institute | Via Unsplash

Já a Metrologia Industrial abrange aos sistemas de medição responsáveis pelo controle dos processos produtivos e pela garantia da qualidade e segurança dos produtos finais. A metrologia industrial atua no âmbito das medições da produção e transformação de bens para a demonstração da qualidade metrológica em organizações com sistemas de qualidade certificados.

Ela tem se beneficiado amplamente dos avanços da metrologia científica, em decorrência da elevada complexidade e sofisticação dos modernos processos industriais, intensivos em tecnologia e comprometidos com a qualidade e a competitividade, requerendo medições confiáveis, universais e de alta exatidão, para um grande número de grandezas.

Por fim, a Metrologia legal no Brasil precede a Lei 5966 de 12 de Dezembro de 1973 que criou Sinmetro – Sistema Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, do qual o Inmetro é o órgão executivo central.

A Metrologia Legal é parte da metrologia relacionada às atividades resultantes de exigências obrigatórias, referentes às medições, unidades de medida, instrumentos e métodos de medição, que são desenvolvidos por organismos competentes. Tem como objetivo principal proteger o consumidor tratando das unidades de medida, métodos e instrumentos de medição, de acordo com as exigências técnicas e legais obrigatórias.

Com a supervisão do Governo, o controle metrológico estabelece adequada transparência e confiança com base em ensaios imparciais. A exatidão dos instrumentos de medição garante a credibilidade nos sistemas de medição utilizados nas transações comerciais e pelos sistemas relacionados às áreas de saúde, segurança e meio ambiente.

Ela abrange ainda a verificação do conteúdo líquido de produtos pré-medidos (embalados e medidos sem a presença do consumidor), como por exemplo: produtos alimentícios vendidos nos supermercados, produtos de limpeza e higiene, etc.

Equipamentos de metrologia para ilustrar diferentes tipos de metrologia e seus usos
Imagem por Fleur | Via Unsplash

O Controle Metrológico compreende desde o controle dos instrumentos de medição, verificação e inspeção, até a Perícia Metrológica, que é constituída por um conjunto de operações que tem por fim examinar e certificar as condições em que se encontram um instrumento de medição ou medida materializada e determinar suas qualidades metrológicas de acordo com as exigências regulamentares específicas (por exemplo: emissão de um laudo para fins judiciais).

Como em todas as sociedades organizadas, o desenvolvimento tecnológico, econômico e social tem, também no Brasil, determinado a efetiva implantação do controle metrológico dos instrumentos de medição. Cobrindo inicialmente apenas as medições em transações comerciais, as atividades de metrologia legal vêm sendo estendidas, gradualmente, às demais áreas previstas na legislação.

Concluindo…

A globalização dos mercados, acentuada nas últimas décadas, põe em prática um dos principais objetivos da metrologia que é fornecer a confiabilidade as medições e garantir que especificações técnicas, regulamentos e normas existentes proporcionem as mesmas condições, uniformidade e consistência na montagem e encaixe de componentes, assegurando o perfeito funcionamento dos produtos finais, independentemente da origem dos fornecedores e de onde sejam produzidos.

gráfico desenhado em papel quadriculado com caneta azul e régua.
Imagem por Isaac Smith | Via Unsplash

A satisfação às demandas dos clientes e a conformidade do produto ou serviço a requisitos pré-estabelecidos constituem vantagens competitivas das empresas. A Metrologia está inserida no contexto da qualidade industrial e deve ser entendida como uma ciência estratégica, que permite a redução dos custos, melhoria da qualidade, maior segurança na operação dos processos, possibilitando maior competitividade para as empresas e, consequentemente, melhoria nos índices de lucratividade.

Referências: Inmetro; Revista Analytica; My Logical.

Veja também: Metrologia, metro o quê? Entenda o que é e qual a sua importância na Engenharia

E então, como você vê a metrologia agora? Você sabia desse mundo de possibilidades que ela oferece? Compartilhe sua opinião nos comentários, engenheiro(a)!

Copiado!
Engenharia 360

Giovanna Teodoro

Engenheira Mecânica e Pós Graduanda em Gerenciamento de Projetos. Mineira curiosa que se divide entre a engenharia, a leitura, a escrita e a música. Não carrego certezas, mas sigo querendo aprender.

Comentários