Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Lugares abandonados após os Jogos Olímpicos

por Simone Tagliani | 24/08/2016
Copiado!

Chegou ao fim os Jogos Olímpicos Rio 2016. Por mais de duas semanas, acompanhamos o maior evento esportivo do mundo no Brasil, e o que não faltou foi torcida, emoção e muita diversão. Agora, com a vida voltando ao normal, vem a questão: o que acontecerá com toda a estrutura montada para o evento? Será reaproveitada e continuará bem cuidada?

Bom, é fato que com todo o investimento feito para o país sediar as Olimpíadas, queremos que tudo seja aproveitado da melhor forma, tanto para o usufruto de atletas quando da população em geral. Deixar a negligência e a falta de planejamento tomar conta desse caso pode gerar um grande problema, como o abandono de áreas construídas especialmente para os jogos.
Infelizmente, foi isso que aconteceu em muitos lugares ao redor do mundo. As fotos são impressionantes e nem parece que um dia esses locais foram palco de grandes apresentações que inspiraram milhares de pessoas.

Lugares abandonados após os Jogos Olímpicos

  • Berlim, Alemanha, sede dos Jogos Olímpicos de 1936

lugares abandonados apos os jogos olímpicos blog da engenharia

Faz muito tempo, mas ainda assim é possível ver as marcas da Olimpíada de 1936 em Berlim


 

  • Sarajevo, Bósnia e Herzegóvina, sede das Olimpíadas de Inverno de 1984

lugares abandonados apos os jogos olímpicos 9

A mata já tomou conta do local, que nem lembra mais o que foi um dia


 

  • Atlanta, Estados Unidos, sede do evento esportivo em 1996

lugares abandonados apos os jogos olímpicos 8

O espaço em Atlanta parece até bem cuidado, mas não é usado para eventos esportivos


 

lugares abandonados apos os jogos olímpicos 5

A Grécia mostra a situação mais decepcionante do abandono após os Jogos Olímpicos de Atenas


 

  • Pequim, China, sede dos Jogos Olímpicos de 2008
lugares abandonados apos os jogos olímpicos 4

A China também deixou a desejar no reaproveitamento dos locais construídos para os jogos de Pequim

É péssimo quando isso acontece. Que o Brasil se inspire nos países que souberam aproveitar a estrutura para os jogos e use o espaço da melhor forma possível!

Copiado!
Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquiteta & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.

Comentários