Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

GraspMan: robô que pode auxiliar inspeções de tubulações

por Kamila Jessie | 30/09/2019
Copiado!

A gente não perde uma novidade em robótica. Desta vez, engenheiros trabalhando em pesquisa no Instituto Indiano de Tecnologia Madras projetaram uma pinça robótica que poderia ser usada em várias aplicações industriais e de campo, como escalada e inspeção de tubos.

graspman
Imagem: natureasia.com

GrasMan: mais uma mão robótica

A maioria das mãos robóticas moldáveis ​​que existem por aí são de fácil compreensão, mas não fornecem uma forma de manipulação interna. Essa manipulação é necessária para tarefas como abrir uma garrafa ou girar uma maçaneta, montar um tubo ou realizar movimentos mais delicados, como deslizar ou rolar objetos de diferentes tamanhos, formas e pesos.

Em sua busca por um braço robótico, os cientistas, liderados por Asokan Thondiyath, desenvolveram um protótipo de garra, que consiste em duas mandíbulas híbridas capazes de captar objetos com habilidade.

O dispositivo robótico foi nomeado “GraspMan”. Ele possui uma estrutura interna rígida com uma “pegada” ativa e flexível (não nos levem a mal). Isso permite que ele se adapte à geometria de um objeto e fornece uma capacidade de retenção e manipulação seguras, semelhantes a uma mão humana.

graspman
Imagem: Journal of Mechanics and Robotics.

Aplicações:

A garra é versátil, o que significa que ela pode agarrar, rolar ou deslizar uma variedade de objetos de diferentes dimensões. É menos complexo que as garras existentes, com seu design simples e facilidade de estratégias de planejamento e controle.

Experimentos mostram que o robô GraspMan consegue alterar seu comportamento de locomoção para se adaptar ao ambiente. Máquinas usadas em operações de busca e salvamento e aplicações de locomotivas também se beneficiarão com essa mão robótica. Os pesquisadores dizem que a combinação de locomoção e manipulação oferece ao robô recursos interessantes, como segurar um objeto e caminhar e até balançar os braços como babuínos (o que, do ponto de vista da engenharia, só colaborou com o humor, mas as demais aplicações nos convém).

O artigo científico com detalhes sobre o GraspMan foi divulgado no Journal of Mechanics and Robotics.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários