Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Está na terceira idade? Que tal estudar e trabalhar com Engenharia?

por Simone Tagliani | 24/09/2021

Só por que chegou na terceira idade, vai desistir dos seus sonhos? Nada disso! Inspire-se com quem já trilhou longa estrada como você!

No Brasil, os idosos – pessoas consideradas na terceira idade – representam 12% de toda a população, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas a expectativa é de que até 2050 esse número cresça para 22%.

É a Organização Mundial da Saúde responsável por estabelecer que 60 anos é a idade mínima em que uma pessoa se torna idosa. Contudo, essa avaliação sempre considerou apenas o envelhecimento fisiológico. Ou seja, não define se as pessoas nesta idade podem se superar, ainda sendo social ou intelectualmente bem ativa. E sabe porque seria importante? Veja bem, graças às novas tecnologias, sobretudo na área da medicina, a cada ano a média de expectativa de vida da população aumenta. Por exemplo, segundo dados do Banco Mundial, no Brasil, em 20 anos, passou de 64 para 72 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pense bem, então! O que está te impedindo, agora, de mudar de vida? Não existe limite de idade para a realização dos nossos sonhos! Se você se sente bem, capaz, com energia, bom raciocínio e força de viver, por que não continuar sua jornada de transformação? Que tal mudar de carreira? Continuar seus estudos? Siga um novo rumo para o verdadeiro sucesso: a realização pessoal!

terceira idade
Imagem reproduzida de Pixabay

Engenheiros da Terceira Idade

A economia não está como antes e a mente das pessoas também. Não faz muito tempo, olhávamos para uma pessoa com 50 ou 60 anos e enxergávamos ela como incapaz para o mercado de trabalho. Hoje em dia, muitos jovens já enxergam a oportunidade de trabalhar ao lado dessas fontes de experiência pensando em seu melhor treinamento profissional. E é cada vez mais comum observar pessoas da terceira idade buscando oportunidades no mercado de trabalho, ou melhor, voltando para o mercado de trabalho.

É óbvio que esse movimento está transformando, mesmo que pouco a pouco, o jeito das empresas recrutarem. Fora que a disposição surpreendente dessa faixa etária tem feito surgir novas micro e pequenas empresas, principalmente no setor de serviços e comércio, mantendo ativo mercados como o brasileiro. Os “novos idosos” são mais criativos, visionários, proativos e mais. Ou seja, está na hora de todos repensarem na reinserção da terceira idade no mercado de trabalho.

terceira idade
Imagem reproduzida de Pixabay

Apoio da legislação

Segundo a Lei 10.741/2003 ou Estatuto do Idoso, pessoas com mais de 60 anos têm direito a desempenhar atividades profissionais, desde que suas condições físicas, intelectuais e psíquicas sejam respeitadas.

Dito isso, é errado pensar que existe um limite de idade para trabalhar, estudar e mais; que deve haver barreiras justificáveis para a contratação de funcionários. Aliás, dependendo da situação, isso poderá ser interpretado como uma ação criminosa, podendo a pessoa acionar a justiça e entrar com pedido de ação por danos morais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

terceira idade
Imagem reproduzida de G1 – Globo

Programas de incentivo

O Estatuto do Idoso também prevê que:

  • O poder público deve criar mecanismos para estimular a criação de programas para inclusão do idoso no mercado de trabalho, bem como criar programas de profissionalização para garantir que essas pessoas estejam preparadas para retornar ao mercado de trabalho.

Dentro de empresas públicas e privadas, podemos notar cada vez mais a criação de programas para a inclusão do idoso no mercado de trabalho. Segundo dados do IBGE, a maioria dos idosos ativos no mercado de trabalho atuam nos seguintes setores:

  • serviços (53%);
  • comércio (22.3%); e
  • indústria (11,9%).

Claro que, infelizmente, muitos ainda encontram dificuldades e resistência na hora da contratação. Contudo, não deveria ser assim! Na verdade, a inclusão de profissionais da terceira idade também faz parte de um dos pilares importantes da Indústria 4.0. E por quê? Porque a experiência dessas pessoas ajudaria demais para o desenvolvimento de soluções inovadoras!

História de Inspiração

A história que vamos narrar agora é simplesmente incrível! Imagina chegar aos 79 anos e pensar, por que não? O mexicano Felipe Espinosa Tecuapetia resolveu, nesta idade voltar a estudar. Ele passou pelo processo seletivo na Universidad Autónoma de Puebla e começou a realizar o curso de Engenharia de Processos e Gestão Industrial. Agora, aos 84 anos, ele está prestes a se formar.

terceira idade
Imagem reproduzida de Nation

Claro que para realizar esse sonho, o vovô Felipe precisa enfrentar grandes desafios, que vão bem além da sua idade. Infelizmente, por conta da Pandemia, as suas aulas presenciais foram adaptadas para o modelo EAD. Mais outro grande aprendizado, aprender utilizar a plataforma online! Mas o que seria isso diante de uma vida cheia de sacrifícios trabalhando como agricultor, militar, vendedor de frutas e verduras, e mais? Desistir não é para ele!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Claro, se você puder. O que está me impedindo? Ouço bem, vejo bem, raciocino bem, não tenho a mente vazia. O estudo é ótimo: você estuda para melhorar, para uma vida melhor. Nada vai me impedir, farei meu pedido para continuar estudando.”

– Felipe Espinosa Tecuapetia, em reportagem de NATION.

Imagem reproduzida de Nation

Fontes: Só Notícia Boa, VDI Brasil.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.