Engenharia 360

Conhece a Neuroengenharia, especialização dirigida para formados em Ciências da Saúde e Engenharias?

Engenharia 360
por Redação 360
| 10/06/2022 | Atualizado em 23/01/2023 3 min

Conhece a Neuroengenharia, especialização dirigida para formados em Ciências da Saúde e Engenharias?

por Redação 360 | 10/06/2022 | Atualizado em 23/01/2023
Engenharia 360

Hoje, o Engenharia 360 vai lhe apresentar uma direção profissional que muitos dos bacharéis em Engenharia desconhecem que é a Neuroengenharia – também uma opção para graduados nas áreas de Ciências da Saúde. É sua chance de realizar pesquisas, incluindo aplicadas, além de aprofundar conhecimentos – em elevado padrão – de competência científica e técnico-profissional. Saiba mais no texto a seguir!

neuroengenharia
Imagem reproduzida de Universidade Federal de Minas Gerais

Modalidade de curso e onde estudar

Antes de tudo, você precisa saber que Neuroengenharia é estudada à nível de pós-graduação como Mestrado e Doutorado – por vezes, também dentro de programas de Neurociências, Engenharia Elétrica, Engenharia Biomédica e Bioengenharia. O curso costuma durar cerca de dois a quatro anos. Algo assim é hoje ofertado em instituições como o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra, UNICAMP, UFMG e UniFesp – São José dos Campos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também: Neurônios em um chip: mecanismo biológico pode ser reproduzido artificialmente

Significado desse conceito

Na verdade, a primeira vez que o mundo ouviu falar nesse termo foi numa publicação de um editorial do Journal of Neural Engineering, em 2007. O documento destacava que ‘Neuroengenharia’ é “um campo interdisciplinar de pesquisa que mobiliza métodos da neurociência e da engenharia para analisar funções do sistema nervoso e desenvolver soluções para problemas associados a limitações neurológicas”.

Explicando melhor, a Neuroengenharia trabalharia com conhecimentos de disciplinas e tecnologias para ajudar o ser humano a melhorar o desempenho ou modificar o seu cérebro ou o funcionamento do sistema nervoso, de modo a contornar problemas de limitações e disfunções associadas a ele.

neuroengenharia
Imagem reproduzida de Click Sergipe

Veja Também: Neuroengenheira desenvolve próteses e exoesqueletos destinados às classes C, D e E

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Neuroengenharia, na prática

O engenheiro que trabalha com Neuroengenharia desenvolve tecnologias que ajudam a integrar homens com máquinas. Por exemplo, próteses de braços controlados por pensamento. Sendo assim, vai estudar muita Física, Matemática, Engenharia de Materiais, Engenharia de Computação, e mais, sem contar alguns conceitos de Medicina, como comportamento de neurônios. A coisa mais complexa em suas pesquisas é desvendar como os estímulos elétricos percorrem o cérebro e podem ser traduzidos em movimentos/comandos dos protótipos criados.

“Ainda não é possível simular um ser humano por inteiro devido à complexidade, mas conseguimos replicar alguns circuitos e pequenas redes do cérebro.”, “Esses estudos podem ser usados para melhorar a condição de pessoas que perderam algum membro do corpo ou que sofrem com doenças debilitantes, como o mal de Parkinson.” – Edgard Morya, fisioterapeuta e coordenador de pesquisas do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra.

neuroengenharia
Imagem reproduzida de Nossa Ciência

Veja Também: Equipe de design e neurociência cria dispositivo para terceiro polegar humano


Fontes: Instituto Santos Dumont, Wikipedia, SENGE-SC.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo