Engenharia 360

Conheça a maior termelétrica que transforma lixo em energia do Brasil

Engenharia 360
por Clara Ribeiro
| 30/11/2016 | Atualizado em 05/10/2023 3 min

Conheça a maior termelétrica que transforma lixo em energia do Brasil

por Clara Ribeiro | 30/11/2016 | Atualizado em 05/10/2023
Engenharia 360

Nota: Olha o quanto o modelo de termoelétrica é importante na matriz energética brasilera! Em outubro de 2023, data de atualização deste texto, devido à forte seca no Norte do Brasil, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico autorizou o governo a ativar duas usinas termelétricas em Rondônia e no Acre, seguindo a recomendação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A decisão ocorre enquanto a hidrelétrica de Santo Antônio em Rondônia está paralisada devido à baixa vazão do Rio Madeira. O CMSE recomendou o reconhecimento da escassez hídrica na região e a adoção de medidas para acionar as usinas termelétricas. Estudos também serão realizados para garantir o fornecimento de energia em cenários futuros de escassez hídrica ou cheias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Na década de 2010, já havia uma preocupação com a gestão de resíduos sólidos e o impacto dos aterros sanitários estava em ascensão em São Paulo, quando foi inaugurada a Termoverde Caieiras, a maior termelétrica movida a biogás do Brasil na época.

Localizada em São Paulo, a Central de Tratamento e Valorização Ambiental recebe diariamente aproximadamente oito mil toneladas de resíduos urbanos e industriais. A Termoverde Caieiras desempenha um papel crucial na transformação sustentável desses resíduos em energia.

termeletrica-blog-da-engenharia
Imagem divulgação Internet

O impacto dessa usina termelétrica no panorama energético do país

A construção deste empreendimento teve início em 2014 e representou um investimento significativo de mais de R$ 100 milhões por parte do Grupo Solví. No segundo semestre de 2016, recebeu a autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para iniciar suas operações.

A usina ocupa uma área de 15 mil metros quadrados e tem uma capacidade impressionante de produzir 29,5 megawatts de energia. Para se ter uma noção do impacto, essa quantidade de energia é suficiente para suprir as necessidades de uma cidade com 200 mil habitantes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

termeletrica-caieiras-blog-da-engenharia
Imagem divulgação Internet
termelétrica
Imagem divulgação Solví via Época Negócios

De acordo com a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), a Termoverde Caieiras contribuiu para o potencial do Brasil em gerar até 1,3 GW de eletricidade a partir de resíduos sólidos urbanos. Isso equivale a fornecer energia adicional de 932 mil MWh por mês, o que é suficiente para abastecer aproximadamente 6 milhões de residências.

Compromisso Ambiental e Econômico

Um ponto importante a destacar é que a termelétrica de Caieiras desempenha um papel fundamental na mitigação das emissões de gás metano, um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa. Além disso, sua capacidade de produzir energia a partir de resíduos sólidos é um exemplo notável de como a tecnologia pode ser usada para abordar questões ambientais urgentes.

Mesmo em meio a desafios econômicos, o Grupo Solví demonstrou coragem ao realizar esse investimento significativo, gerando empregos e contribuindo para o meio ambiente. A Termoverde Caieiras já está deixando um legado positivo e evidenciando os benefícios de aproveitar recursos renováveis e reduzir os impactos ambientais associados à gestão de resíduos sólidos.


Fonte: The Greenest Post e Secretaria de Energia e Mineração

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em Arquitetura e Engenharia, especialista em redação SEO, edição e revisão de textos, Marketing de Conteúdo e Ghost Writer, além de Redação Publicitária e Institucional; ávida consumidora de informação, amante das letras, das artes e da ciência.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo