Engenharia 360

Engenheiros Australianos Reforçam Concreto em 30% com Café

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 06/09/2023 4 min
Imagem de Freepik

Engenheiros Australianos Reforçam Concreto em 30% com Café

por Simone Tagliani | 06/09/2023
Imagem de Freepik
Engenharia 360

Essa notícia é bombástica! Engenheiros do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne (RMIT), na Austrália, desenvolveram uma inovação no campo do concreto ao incorporar café na massa.

Vale destacar que, atualmente, aproximadamente 22.500 toneladas de borra de café poderiam ser recicladas anualmente como biocarvão só na Austrália, por exemplo. A inovação demonstra a evolução contínua do concreto, que agora inclui alternativas mais sustentáveis e eficazes, alinhadas com objetivos ambientais. Continue lendo este texto do Engenharia 360 para saber mais!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

café em concreto
Imagem de William Fortunato em Pexels

Como os engenheiros australianos conseguiram criar esse novo concreto?

Os engenheiros australianos do RMIT conseguiram tornar o concreto mais resistente incorporando grãos de café processados ao material. Eles desenvolveram um método para reciclar a borra de café e transformá-la em biocarvão. Esse biocarvão foi então utilizado para substituir parte da areia comumente usada na produção de concreto. A técnica resultou em um concreto quase 30% mais forte.

Só que, além de fortalecer o concreto, essa abordagem contribui para a sustentabilidade, dando um uso útil à borra de café que, como dito antes, normalmente é descartada. Isso faria reduzir a necessidade de extração de areia, que tem impactos ambientais.

café em concreto
Imagem reproduzida de RMIT University

Veja Também:

Bio-arquitetura em Destaque: O Edifício Ecológico Feito de Sal, Girassóis e Urina Reciclada

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Qual foi a inspiração por trás do uso de borra de café no concreto?

Como é de se esperar, diz-se que a inspiração por trás do uso de borra de café no concreto foi encontrar uma forma inovadora de aproveitar os resíduos de café em projetos de construção, em vez de descartá-los em aterros. De quebra, diminuir a necessidade de extração de areia, o que é benéfico para o meio ambiente.

Nesse processo, a borra de café passa por um processo de pirolise para remover compostos orgânicos que prejudicam a resistência do concreto. A substituição de 15% do volume de areia pelo biocarvão pirolisado ou aquecido em temperaturas entre 350 e 500 °C proporcionou um aumento de 30% na resistência do concreto, relacionada à sua capacidade de melhor ligação com a matriz de cimento.

Resumindo, a técnica envolve a criação de biocarvão a partir da borra de café, que é então incorporado ao cimento do concreto para adicionar carbono.

A saber, a borra de café precisa ser pirolisada antes de ser usada no concreto para eliminar compostos orgânicos que poderiam interferir na reação de hidratação do cimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

café em concreto
Imagem reproduzida de RMIT University

Veja Também: Explorando o potencial das fibras de cânhamo na engenharia: Aplicações e benefícios

Quais são os outros benefícios ambientais da utilização de borra de café no concreto?

Além de fortalecer o concreto, essa técnica apresentada pelos pesquisadores do RMIT oferece outros benefícios ambientais. Por exemplo, a adição de biocarvão também contribui para a captura de carbono, ajudando a diminuir as emissões de gases de efeito estufa associadas à produção de concreto convencional. Com essa abordagem, os pesquisadores buscam não apenas melhorar a resistência do concreto, mas também promover uma construção mais sustentável e alinhada com as metas ambientais.

Quais são os planos futuros dos pesquisadores em relação ao concreto com borra de café?

Após criar com sucesso o concreto com borra de café, os pesquisadores planejam otimizar a fórmula e conduzir testes de durabilidade para avaliar o desempenho ao longo do tempo. Eles também buscam colaborações com empresas e empreiteiras visando a produção em larga escala e a aplicação prática do concreto em projetos de construção reais.

Por fim, eles pretendem testar a solução em campo para validar seu desempenho em condições reais e estão explorando outras aplicações possíveis para o biocarvão derivado da borra de café. Isso representa um avanço importante rumo a práticas mais sustentáveis na indústria da construção.

café em concreto
Imagem de cottonbro studio em Pexels

Veja Também:


Fontes: Um Só Planeta.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada nos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Letras Português; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital, Gestão de Projetos, Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo