Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como assim? Casa feita com impressora 3D fica pronta em 24h e custa R$35 mil

por Bernardo Lopes Frizero | 21/03/2018

Não há muitas maneiras diferentes de se construir uma casa convencional sem que seja, de uma forma simplista, subindo as paredes e depois adicionando um telhado, certo? Porém a tecnologia tem trazido modernizações e hoje em dia as casas podem ser… impressas!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como funciona

Uma impressora chamada Vulcan, feita pela companhia ICON, derrama uma mistura de concreto em um padrão pré-estabelecido por software. Ao invés de subir uma parede de cada vez, uma camada é colocada de uma só vez, com toda a estrutura “crescendo” desde o início de maneira uniforme.

Crédito: Divulgação

As casas são construídas de acordo com o padrão estrutural do Código Internacional de Construção e devem durar tanto quanto as casas padrão de alvenaria. Mas o que impressiona mesmo são os números: uma casa desse tipo e de tamanho médio demora apenas 24 horas para ser finalizada e custa cerca de 35 mil reais.

“Com a impressão em 3D, você não só possui um ambiente térmico mais fresco e um desperdício próximo de zero, mas também possui velocidade maior, uma paleta de design muito mais ampla e a possibilidade de um salto na acessibilidade”, disse Jason Ballard, fundador da ICON . “Este não é 10% melhor, é 10 vezes melhor”, completa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Áreas rurais serão as mais beneficiadas

Enquanto as casas impressas em 3D são uma ótima alternativa para milhões de pessoas, há algumas limitações a serem consideradas. A maior necessidade de habitações acessíveis e seguras no mundo está dentro ou perto das grandes cidades, mas substituir as casas atuais nesses locais com casas impressas pode ser difícil devido a restrições de espaço.

As casas impressas são muito mais práticas em áreas rurais, onde há menos densidade populacional, e podem não ser uma solução verdadeiramente escalável em áreas urbanas. Embora a tendência seja de que, no futuro, tanto uma quanto a outra venha a ser favorecida pela tecnologia, no momento o foco da empresa para expandir o negócio está mesmo áreas rurais.

Essa não é a primeira casa impressa em 3D. Existem estruturas similares criadas na Rússia, em Dubai, em Amsterdã e outros lugares, mas esta é a primeira totalmente regularizada por todos os órgãos competentes nos Estados Unidos.

Agora, imagine só se os arranha-céus puderem ser impressos?

Fonte: Homes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários