Engenharia 360

Alerta vermelho do saneamento: as 10 cidades brasileiras com os piores sistemas de água e esgoto

Engenharia 360
por Redação 360
| 30/06/2023 | Atualizado em 10/07/2023 4 min

Alerta vermelho do saneamento: as 10 cidades brasileiras com os piores sistemas de água e esgoto

por Redação 360 | 30/06/2023 | Atualizado em 10/07/2023
Engenharia 360

O saneamento básico é um indicador essencial para avaliar a qualidade de vida de um município. Critérios como abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto, manejo de resíduos sólidos e drenagem urbana eficiente são considerados.

Por exemplo, um município pode ser classificado como pior em saneamento básico devido a deficiências nessas áreas, como falta de acesso à água limpa, ausência de sistema de esgoto, disposição inadequada de lixo e infraestrutura de drenagem insuficiente. Investimento insuficiente, infraestrutura precária e falta de políticas públicas eficientes são fatores que contribuem para essa classificação. E, em resumo, melhorar o saneamento básico é crucial para promover bem-estar e saúde, além de impulsionar o desenvolvimento sustentável do município.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

saneamento - água e esgoto
Imagem de Martin Slavoljubovski por Pixabay

Neste artigo do Engenharia 360, exploraremos as cidades brasileiras que apresentam os sistemas de água e esgoto mais deficientes. Além disso, examinaremos o que as cidades brasileiras com os melhores sistemas estão fazendo corretamente, servindo como exemplo a ser seguido.

Qual é o percentual do volume gerado de esgoto que é tratado no Brasil?

O Instituto Trata Brasil e a GO Associados avaliaram recentemente os indicadores de saneamento básico no Brasil, como tratamento de esgoto, acesso a água potável, coleta de esgoto e investimentos em saneamento.

De acordo com os dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2021, apenas 51,20% do volume gerado de esgoto é tratado no Brasil. Isso significa que mais de 5,5 mil piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento são despejadas na natureza diariamente.

A diferença no tratamento de esgoto entre os municípios mais bem classificados e os piores colocados é significativa. Nos melhores, quase a totalidade dos moradores têm acesso à água potável e coleta de esgoto, enquanto nos piores, três em cada dez moradores não têm acesso à coleta de esgoto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

saneamento - água e esgoto
Imagem de kubinger por Pixabay

Quantas pessoas no Brasil não têm acesso a água potável e coleta de esgoto?

De acordo com o estudo do Instituto Trata Brasil em parceria com a GO Associados, cerca de 100 milhões de brasileiros não possuem acesso à coleta de esgoto, e aproximadamente 35 milhões de pessoas não têm acesso a água potável. Inclusive, vale destacar que o tratamento de esgoto nos municípios mais bem colocados é 340% maior do que nos piores classificados.

Claro que essa falta de acesso a água potável e coleta de esgoto tem impactos significativos na saúde da população brasileira. Milhões de pessoas acabam sofrendo por doenças de veiculação hídrica, resultando em hospitalizações e problemas de saúde.

saneamento - água e esgoto
Imagem de Yogendra Singh por Pixabay

Veja Também: As Casas de 15 m² de Campinas: Seria essa a resposta para a falta de moradia popular?

Quais são os piores municípios do Brasil em termos de saneamento básico?

De acordo com os dados fornecidos pelo instituto, a porcentagem de lares ligados à rede de esgoto no Brasil é inferior a 70%.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os 10 piores municípios do Brasil em termos de saneamento básico, de acordo com o Ranking do Saneamento do Instituto Trata Brasil, são:

  • Ananindeua (PA)
  • Várzea Grande (MT)
  • Maceió (AL)
  • Rio Branco (AC)
  • Belém (PA)
  • São Gonçalo (RJ)
  • Santarém (PA)
  • Porto Velho (RO)
  • Marabá (PA)
  • Macapá (AP)

Quais são os melhores municípios do Brasil em termos de saneamento básico?

As 10 melhores cidades em termos de saneamento básico são:

  • São José do Rio Preto (SP)
  • Santos (SP)
  • Uberlândia (MG)
  • Niterói (RJ)
  • Limeira (SP)
  • Piracicaba (SP)
  • São Paulo (SP)
  • São José dos Pinhais (PR)
  • Franca (SP)
  • Cascavel (PR)
saneamento - água e esgoto
Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay

Embora o Instituto Trata Brasil e GO Associados não tenham compartilhado informações específicas sobre as ações de Engenharia realizadas nas melhores cidades em termos de saneamento básico mencionadas, é possível inferir algumas práticas e abordagens que essas cidades podem ter adotado para obter bons resultados. Aqui estão algumas possibilidades:

  • Investimento em infraestrutura: Construção e manutenção de redes de abastecimento de água e sistemas de coleta e tratamento de esgoto, incluindo a implementação de tecnologias avançadas.
  • Planejamento adequado: Abordagens integradas de planejamento considerando crescimento populacional, desenvolvimento urbano, recursos hídricos e impacto ambiental, resultando em estratégias abrangentes e sustentáveis.
  • Engajamento da comunidade: Programas de conscientização e educação para promover o uso responsável da água, separação adequada de resíduos e parcerias com organizações locais, buscando participação ativa da comunidade.
  • Tecnologias inovadoras: Adoção de tecnologias avançadas, como sistemas de tratamento de água e esgoto, automação e monitoramento remoto, reúso de água e energia sustentável.
  • Monitoramento e manutenção: Implementação de programas robustos de monitoramento, inspeções regulares, análise de dados e manutenção preventiva para garantir o funcionamento eficaz dos sistemas de saneamento básico.

O saneamento básico é uma área complexa e envolve diversos aspectos além da Engenharia, como políticas públicas, investimentos, gestão eficiente e conscientização da população.

Veja Também:


Fontes: Estado de Minas.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo