Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Hyperloop: conheça o modelo de ‘Transporte do futuro’, promessa para o Brasil

por Redação 360 | 12/10/2021

Imagina viajar centenas de quilômetros em poucos minutos. Não é um sonho chinês não! Trata-se dos planos do uso do veículo hyperloop no Rio Grande do Sul!

A empresa HyperloopTT é responsável pelo primeiro e único sistema de teste em grande escala da tecnologia hyperloop no mundo, em Toulouse, na França. E, agora, ela está se comunicando com o governo gaúcho para implantar um sistema de transporte ultrarrápido entre as cidades de Caxias do Sul e Porto Alegre. Alguns duvidam que esse plano saia do papel. Teoricamente, é tecnicamente viável e traria muita economia para o estado, gerando lucros sem exigir subsídios governamentais. Porém, ainda assim, teria um preço salgado para o brasileiro; fora que é classificado por muitos estudiosos como uma tecnologia que, embora avançada, apresentaria potenciais riscos. Saiba mais no texto a seguir!

hyperloop
Imagem reproduzida de Tribuna Getuliense – Notícias de Getúlio Vargas e Região

A proposta para o Rio Grande do Sul

Imagina ter na cartela de clientes os Emirados Árabes, Estados Unidos e Alemanha; e no meio desses ainda o Brasil! A proposta da HyperloopTT é que o seu hyperloop faça 135 quilômetros – Caxias do Sul a Porto Alegre – em apenas 19 minutos de 45 segundos, a 835 quilômetros por hora – a saber, de carro, isso representaria cerca de duas horas. O veículo ultrarrápido, em forma de cápsula, faria o trajeto através de vácuo dentro de um tubo de baixa pressão atmosférica e com centenas de quilômetros de comprimento, em baixo consumo de energia. Realmente, uma curiosa solução de Engenharia Moderna!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

hyperloop
Imagem reproduzida de StartSe

Os cientistas dizem que a ideia é reproduzir em solo as mesmas condições encontradas pelos aviões na altitude. No entanto, este projeto é bastante semelhante com os planos da chamada Boring Company, da Tesla, ou mesmo com o sistema ferroviário de levitação magnética lançado recentemente pela China – também tema de matéria do 360. Concorda com a semelhança?!

hyperloop
Imagem reproduzida de Jornal NH
hyperloop
Imagem reproduzida de Revista Amanhã

Testes

O Governo do Estado já solicitou para a Universidade Federal do Rio Grande do Sul uma pesquisa sobre a tecnologia. Nesta pesquisa, foi estimado que, com o hyperloop haveria uma redução de 2,3 bilhões de reais no custo operacional do trajeto Caxias do Sul – Porto Alegre. Além disso, a geração de cerca de 60.000 empregos e cerca de 95.000 toneladas de CO2 a menos na atmosfera. E para os próximos 30 anos, o custo de operação estimado seria em torno de 7,71 bilhões de reais.

hyperloop
Imagem reproduzida de Jornal NH
hyperloop
Imagem reproduzida de Diário do Transporte

Os pontos a favor e contra para o hyperloop

O hyperloop da HyperloopTT seria alimentado por energia renovável que poderia ser gerada a partir de painéis fotovoltaicos instalados no próprio percurso do veículo. Os painéis poderiam gerar 339 GWh, enquanto o consumo energético do hyperloop seria, neste caso, de 73 GWh ao ano – o excedente poderia ser vendido. E, por fim, vale a pena citar novamente a redução imensa de CO2 lançada na atmosfera com a adoção do transporte no Rio Grande do Sul.

Por outro lado, a negativa da população também precisa ser considerada. Tem a questão do desmatamento e realocação de famílias de propriedades públicas e privadas para a construção do tubo. Também não há ainda esclarecimentos sobre plano de emergência caso aconteça algum acidente dentro do hyperloop ou mesmo algum esquema de segurança contra ações humanas – assaltos e mais. Além disso, o custo da tecnologia, apesar dos estudos, ainda parece cara demais – sobretudo para a realidade brasileira. Portanto, é preciso questionar se este é mesmo um bom investimento!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: Revista Exame, Jornal do Comércio.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.