Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Blackfriars torna-se a maior ponte solar do mundo

por Larissa Fereguetti | 26/01/2014
Copiado!

Construída em 1886 e com 281 metros, a ponte Blackfriars, sobre o rio Tâmisa, em Londres, tornou-se a maior ponte solar do mundo. Após aproximadamente cinco anos de obra, 4.400 painéis fotovoltaicos foram instalados, totalizando seis mil metros quadrados de teto solar sobre a estação de trem de mesmo nome.

A estimativa é de produzir 900 mil kW/h por ano, ou seja, metade da energia demandada pela estação. Essa energia também é suficiente para fazer aproximadamente 80 mil xícaras de chá por dia (o que deixaria os ingleses muito felizes).

Maior-ponte-solar-do-mundo2-blog-da-engenharia

A empresa responsável por operar a estação, a First Capital Connect, espera que os painéis possam reduzir as emissões de carbono em 511 toneladas por ano, o que equivale a 89 mil viagens de carro. A parte de instalação e de engenharia solar ficou por conta da empresa Solarcentury e os módulos solares de alta eficiência foram fabricados pela Panasonic. A reforma da estação não visou só a instalação dos painéis. Agora, ela também aproveita a iluminação natural, ficou mais arejada e possui um sistema de captação de água da chuva.

Você acha que essa seria uma ideia viável para o Brasil? Aqui já existem pesquisas sobre a instalação de mini usinas solares fotovoltaicas em sistemas de Transporte Rápido por Ônibus (BRT). Agora, resta aguardar sair do papel!

Se você ficou curioso sobre como foi a implantação dos painéis em Londres, pode conferir o processo nesse rápido vídeo:  

[youtube //www.youtube.com/watch?v=qleBLGJqvmc]

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários