Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Alemanha proíbe venda de carros à combustão a partir de 2030

por Fabio Doom | 20/10/2016
Copiado!

A partir de 2030 (daqui a 14 anos!), nenhum carro à combustão poderá ser vendido na Alemanha. Segundo a revista Der Spiegel, o Conselho Federal do país aprovou na última quinta (13) uma resolução que proíbe a comercialização de automóveis movidos a diesel e a gasolina a partir de 2030. Mas, o que levou o país a tomar uma decisão tão drástica e surpreendente?

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Por que a Alemanha tomou essa decisão?

O motivo para a decisão é reduzir em números expressivos os níveis de poluentes emitidos por veículos, de acordo com o Pacto Mundial sobre o Clima da Conferência de Paris, realizado em dezembro de 2015. Como por lá eles não usam motores a álcool, fica válida apenas a venda de carros elétricos.
A publicação informa que o governo local investiu US$ 1,3 bilhão para subsidiar a compra desses novos automóveis a partir de 2019. A ideia preliminar é oferecer essa opção por cerca de US$ 4,4 mil ou, então, o carro híbrido, que sairá por cerca de US$ 3,3 mil.

Foto: Reprodução

A proposta da Alemanha é acabar com a poluição por meio dos automóveis | Foto: Reprodução


Embora a lei proíba a venda, a circulação será estendida por vinte anos, até 2050. Ou seja: quem tem seu carro ‘tradicional’, terá todo esse tempo para trocá-lo por uma das opções consideradas seguras e amigas do meio ambiente.
Para especialistas, essa proposta é vista como surpreendente e pode mudar parâmetros da sociedade alemã. A estimativa do governo é  diminuir de 80% e 95% a emissão de dióxido de carbono (CO²) até 2050, um número considerado alto e desafiador.
Mas, se depender das grandes montadoras locais, isso não será um empecilho para que as vendas caíam. A BMW, por exemplo, já conta com dois carros elétricos prontos, disponíveis até no Brasil. Já a Volkswagen prepara um automóvel totalmente elétrico para 2020. A Audi, por sua vez, desenvolve conceitos híbridos, mas que devem ser otimizados para não emitir nenhum poluente em um futuro próximo.
Foto: Reprodução

Modelo de carro elétrico da BMW | Foto: Reprodução


E você, o que acha dessa decisão da Alemanha? Interessante ou desnecessária? Comente!
Referência: O Mundo em Movimento/UOL

Copiado!

Comentários