Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

5G para todos: compreendendo o leque de possibilidades de aplicações desta tecnologia

por Daiane J. Silva | 23/08/2021

Tudo que os profissionais de todas as áreas precisam saber sobre o 5G e como ele irá afetar seu trabalho!

Como nós, do Engenharia 360, já dissemos em outra oportunidade, a forma como utilizamos a Internet vai sofrer, em breve, uma transformação que jamais poderíamos ter imaginado anos atrás. Inúmeras aplicações devem surgir e as experiências que já temos serão aprimoradas! E, neste post, iremos discutir: “O que irá mudar através do 5G?”; “Como isso irá impactar na vida de cada um de nós?”; “O que podemos esperar e em quais aspectos devemos estar preparados para estas mudanças?”.

Antes de tudo, podemos dividir as aplicações em três grandes grupos:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  1. eMBB (Enhanced Mobile Broadband – Banda larga móvel aprimorada).
  2. mMTC (Massive Machine Type Communications – Comunicação massiva de máquinas).
  3. URLLC (Ultra Reliable Low Latency Communications).
tecnologia
Imagem reproduzida de eldorado.org.br

Veja Também: 5G para leigos: saiba TUDO sobre esta tecnologia que irá expandir a Internet das Coisas

Uma vida mais conectada

A banda larga móvel aprimorada eMBB terá como foco: dispositivos móveis com ultra velocidade e ampla cobertura. Isso quer dizer que os jogos em telefones não vão mais travar como acontece no 4G. A experiência com streaming de músicas e vídeos serão como nunca vistas. E não será preciso mais esperar um longo tempo para conseguir assistir sua série ou ouvir o álbum do seu artista favorito.

Mais outro ponto que vai chegar com tudo será a realidade aumentada – a estabilidade de comunicação e as altas taxas de dados (quantidade de bits por unidade de tempo) transferidas vão deixar a experiência do usuário mais real e emocionante.

Em paralelo a isto, teremos uma quantidade jamais imaginada de dispositivos conectados ao mesmo tempo. Esta parte contempla a mMTC. Ou seja, a vida longa das baterias e as antenas com capacidade de suportar um número maior de objetos conectados irá permitir a tão falada Internet das Coisas (IoT). E, então, as smartcities começam a dar passos largos rumo à sua implementação!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por fim, com as URLLC, teremos finalmente o futuro que víamos em filmes de ficção, em que carros autônomos tomam as ruas das cidades e a Medicina salva vidas com as cirurgias remotas – e tudo isso graças a confiabilidade da rede e a baixa latência da conexão!

tecnologia
Imagem reproduzida de allconnect

5G nas tarefas diárias

Porém, o 5G irá mudar muito mais que as áreas que já trabalham em torno da tecnologia. Nossas vidas serão impactadas nos mínimos detalhes, desde móveis das casas com objetos inteligentes; geladeiras fazendo compras; banheiras que esquentam a água quando os moradores estão se aproximando da casa; ou aplicativos avisam sobre vazamentos; erros de construção; e mais.

Agronegócio

O agronegócio, um dos mais antigos modelos de trabalho do mundo, já vem se modernizando frente aos avanços tecnológicos que concebemos. Todavia, essa característica irá crescer exponencialmente com a implementação do 5G. Imagine só ter dados em tempo real das condições de solo, umidade, fertilizantes e pragas que acometem o campo! E mais, ter todas as possibilidades de tomada de decisão em tempo recorde!

Recentemente a Vodafone fez uma reportagem sobre a criação de vacas que possuem coleiras conectadas ao 5G, com as quais os nutricionistas e veterinários têm informações em tempo real sobre a alimentação e comportamento dos animais. Além disso, com informações de temperatura e solo, as máquinas de irrigação poderão escolher qual a melhor hora do dia para molhar a plantação, de forma que consigam mais aproveitamento e economia. Serão milhares de sensores conectados à rede enviando e recebendo informações, tomando decisões e alimentando o banco de dados.

tecnologia
Imagem reproduzida de secureservercdn.net

Construção Civil

A construção civil também irá aproveitar o “gancho” da tecnologia 5G para conseguir maior produtividade em suas obras. Para começar, na rápida conferência de materiais que chegam no canteiro; e com a utilização de sensores e drones para verificar possíveis falhas no concreto (utilizando reconhecimento de imagem e sensores de oscilação). Sem dúvidas, a economia será enorme, pois será possível também verificar vazamentos e desperdícios nos imóveis e uma reparação mais precisa. Enfim, os drones terão um alcance muito maior em altitude, mais confiança na conexão e menor tempo de resposta.

Medicina

Mas engana-se quem acredita que somente os setores privados vão recorrer à quinta geração. Essa tecnologia já está, hoje, ajudando na mobilização de combate ao vírus da COVID-19 na China. Por exemplo, a Huawei, maior empresa de telecomunicações da atualidade, instalou no Hospital Wuhan Vulcan uma infraestrutura para que médicos e equipe médica possam ter internet ultra rápida para acesso e coleta a banco de dados. Com as redes 5G, a região, durante o tempo de quarentena, não ficou isolada do mundo, e as consultas e monitoramento de pacientes puderam ser feitas de forma remota.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gestão urbana

Outros exemplos que devem ser utilizados por órgãos governamentais é o controle de tráfego e a iluminação inteligente para cidades, onde os postes de luz só acendem quando percebem que existem pessoas passando. Na China, smartcities já são uma realidade. Os postes dessas cidades monitoram a qualidade do ar, enviando dados em tempo real para as autoridades, para auxiliar nas tomadas de decisões. Além disso, fazem a verificação das infrações de trânsito, não deixando para trás, é claro, a transmissão do 5G.

Também se tornará comum, em alguns anos, a utilização de reconhecimento facial da população através de câmeras de segurança, com a qual o governo poderá criar um banco de dados. O aeroporto de Pequim é um exemplo. Autoridades locais já não utilizam mais documentos e passagens para os procedimentos de Check-in, todos os trâmites são feitos por reconhecimento facial sendo transmitidos via 5G.

tecnologia
Imagem reproduzida de aeroin.net

Sistemas de Big Data

Outro campo que será beneficiado é o Big Data. Todos os setores que utilizam dados na tomada de decisões (medicina, finanças, marketing entre outros) terão um número inimaginável de dados para analisar e utilizar em suas estratégias de atuação.

A Ericsson lançou, recentemente, um estudo que estima que até 2023 teremos cerca de um bilhão de conexões 5G com tráfego de 107 exabytes (EB) por mês. Essa quantidade de dados representa todos os assinantes móveis do mundo transmitindo vídeos em full HD por 10 horas.  É muito dado, é muita informação, é muita coisa para fazer com essas informações; para o marketing é um “oceano de possibilidades”!

Design de produtos

Diversas empresas estão desenvolvendo, agora, produtos e soluções baseados nos padrões de consumo de seus clientes. Um exemplo clássico desse modelo de negócios é a Target, que descobriu a gravidez de uma adolescente antes mesmo de sua família apenas analisar o perfil de compras dela. Agora, imaginem todos os seus móveis conectados na internet enviando milhares de dados a cada segundo, sobre o que você gosta de comer, com qual frequência consome, o que assiste e que horas chega em casa. É muita informação! E, com ela, infinitas possibilidades de campanhas de marketing direcionadas e mais precisas, o que irá aumentar – e muito – as chances de sucesso das vendas.


Como vemos, o 5G nem começou e já existem diversos campos a serem explorados. Existem ainda opções que sequer pensamos ainda e vão surgir com o tempo. Profissões que vão surgir e outras que vão deixar de existir em um curto período.

Concluindo, o leque é muito grande, sendo preciso estar atento a todas as mudanças que permeiam essa tecnologia, seja qualquer a área que você se especializou!


Fontes: VodaFone, KR-ASIA.

Comentários

Engenharia 360

Daiane J. Silva

Engenheira eletrônica e de telecomunicação forma pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Feminista, Geek. Fala sobre tecnologia, acessibilidade, empoderamento, educação, negócios e diversidade.