Engenharia 360

Chorume: engenharia de ponta no tratamento e descarte responsável

Engenharia 360
por Redação 360
| 04/05/2023 | Atualizado em 31/08/2023 4 min
Imagem de Freepik

Chorume: engenharia de ponta no tratamento e descarte responsável

por Redação 360 | 04/05/2023 | Atualizado em 31/08/2023
Imagem de Freepik
Engenharia 360

A decomposição do lixo orgânico armazenado em aterros sanitários libera um líquido tóxico e difícil de tratar, conhecido como chorume. É obrigação legal e um compromisso com o meio ambiente tratar corretamente o suco de lixo. Mas o tratamento do chorume é um desafio que requer muito estudo para definir a melhor alternativa, levando em conta segurança ambiental, adequação às exigências legais e garantia de qualidade do processo.

chorume
Imagem de Freepik

O caso é grave! Segundo dados de 2017 da Abrelpe - Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais -, o Brasil gera cerca de 78,4 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano, sendo que a maior parte é disposta no solo, em aterros sanitários, aterros controlados e lixões.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por que a destinação correta dos resíduos é uma preocupação ambiental?

A destinação correta dos resíduos é uma preocupação ambiental porque o descarte inadequado dos resíduos pode levar à contaminação do solo e da água, bem como causar poluição do ar. Isso pode afetar a saúde humana e dos ecossistemas que dependem desses recursos naturais.

Caso o chorume fique exposto, ele pode gerar mau cheiro, liberar gases que provocam o efeito estufa e atrair espécies que transmitem doenças. Além disso, se o suco de lixo não for tratado adequadamente, pode contaminar o solo e o lençol freático, afetando toda a comunidade que depende desses recursos naturais. Portanto, é importante que os resíduos sejam destinados adequadamente e que o chorume seja tratado de forma segura para o meio ambiente e para a saúde pública.

Veja Também: Transformando resíduos em recursos: o caminho da energia gerada a partir de lixo

Qual o papel dos aterros sanitários no descarte de rejeitos sólidos?

Nas últimas décadas, algumas medidas - embora poucas - vêm sendo tomadas pelos governantes atendendo ao apelo ambiental em relação aos resíduos sólidos. A implantação de aterros sanitários para substituir lixões e aterros controlados é uma dessas medidas, assim como a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em 2010 para regularizar a disposição ambientalmente adequada de resíduos sólidos no país.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vale destacar que o papel dos aterros sanitários no descarte de rejeitos sólidos é importante e necessário. Mas, ainda sim, a decomposição do lixo orgânico armazenado libera o tal líquido difícil que precisa ser tratado, o chorume.

chorume
Imagem de jcomp em Freepik

Como funciona o ciclo de tratamento do chorume?

O chorume é um líquido tóxico e mal cheiroso que é produzido pela decomposição de resíduos orgânicos em aterros sanitários. É constituído basicamente de uma mistura de substâncias orgânicas e inorgânicas, compostos em solução e em estado coloidal e diversas espécies de microrganismos e é tóxico e contaminante.

O tratamento do suco de lixo constitui-se na principal preocupação quanto à degradação ambiental de áreas localizadas próximas ao local de disposição final dos resíduos sólidos urbanos. Mas as tecnologias de proteção e de recuperação do meio ambiente têm conseguido resultados revolucionários no Brasil e no mundo.

O objetivo do tratamento do chorume é transformá-lo em água pura para evitar a contaminação do meio ambiente. No entanto, há muitos indicadores que dificultam o processo, como o volume variável, a elevada carga orgânica e poluidora na composição e a resistência aos métodos convencionais de tratamento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quais são as consequências do mau tratamento do chorume?

Para tratar corretamente o chorume, é necessário seguir as normas ambientais e utilizar tecnologias adequadas que possam lidar com a elevada carga orgânica e poluidora da composição do líquido. No entanto, existem algumas dificuldades no processo de tratamento, como, por exemplo:

  • o volume variável causado pela combinação da chuva e do processo de decomposição do lixo,
  • a resistência aos métodos convencionais de tratamento,
  • a destinação final do suco de lixo tratado para um corpo d’água,
  • além de atender às normas e regras ambientais exigidas.

A saber, não é possível levar o chorume para estações de tratamento de esgoto que não tratam suco de lixo, pois a composição do chorume é diferente da do esgoto e, portanto, exige tecnologias diferentes para o tratamento.

O mau tratamento do chorume pode trazer consequências graves para o meio ambiente e para a saúde pública. Caso seja despejado diretamente no solo, o suco de lixo irá escorrer até o lençol freático e contaminar a água que será posteriormente extraída para uso humano. Além disso, o chorume gera mau cheiro e libera gases que provocam o efeito estufa, atraindo aves carniceiras, moscas e outras espécies que transmitem doenças.

chorume
Imagem de Freepik

A geração de lixiviados constitui-se na principal preocupação quanto à degradação ambiental de áreas localizadas próximas ao local de disposição final dos resíduos sólidos urbanos, uma vez que o tratamento desses efluentes tem se mostrado um grande desafio devido a sua complexidade na composição. Por isso, é importante que o tratamento do chorume seja prioritário nos aterros sanitários para garantir a proteção ambiental e da saúde pública.

Veja Também:


Fontes: Flush Engenharia, Blog 2 Engenheiros.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo