Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Produtor rural usa dejetos animais como biocombustível para abastecer carro

por Fabio Doom | 28/11/2016
Copiado!

O produtor rural André Haacke, proprietário da granja Haacke, em Santa Helena, no oeste do Paraná, usa um conceito incrível para abastecer seu carro, uma caminhonete modelo Hilux. Ele adaptou o veículo para rodar com um biocombustível feito a partir de dejetos animais, em uma biorrefinaria mantida pela CIBiogás (Centro Internacional de Energias Renováveis- Biogás).

Foto: Reprodução

Galinhas e bois produzem matéria prima necessária para o biocombustível | Foto: Reprodução


Segundo André, esse procedimento faz toda a diferença no bolso, gerando uma grande economia – cerca de 600 reais a menos a cada mil quilômetros rodados em comparação com a gasolina. Além disso, há desconto no IPVA, pois a redução de imposto para automóveis movidos a gás natural é de 75%. “Como já temos o biometano disponível na nossa propriedade, compensa muito. E também pelo desconto que temos no IPVA”, revela o produtor.
Atualmente, a granja de André conta com 84 mil aves poedeiras e 750 bovinos de corte, que produzem uma grande quantidade de dejetos totalmente usada no biodigestor e gerando diariamente a média de 1.500 m³ de biogás. Além de combustível, 30% gera energia elétrica para abastecer o sistema de refrigeração das aves e no embalamento e limpeza de ovos.
Foto: Reprodução

Os animais da propriedade de André produz dejetos necessários para o abastecimento de mais de 50 veículos | Foto: Reprodução


Já os outros 70% abastece uma frota de até 54 carros. Desses, 47 veículos fazem parte da frota da Itaipu Binacional. Quanto à qualidade, atende os padrões da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com pureza superior a 96,5%, fora que emite até 90% menos gases poluentes em comparação à gasolina.
“Se cada um fizer a sua parte, podemos construir um mundo mais sustentável”, comemora o pai de André.
Um ótimo exemplo de unir o útil ao agradável! Torcemos para que se popularize e, no futuro, torne-se uma ótima opção de biocombustível para muitas pessoas!
Referência: Ciclo Vivo

Copiado!

Matérias Relacionadas

Conheça os 39 tipos de engenharia que existem!

por Larissa Fereguetti | 29/03/2019

O que é a IV Geração de reatores nucleares?

por Colaboradores BDE | 07/02/2018

BDE Explica: como é feita a prospecção de petróleo?

por Marcus Vinícius de Oliveira Correia | 20/11/2015

O trabalho em plataforma de petróleo

por Colaboradores BDE | 25/06/2014

Comentários