Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

O que são Metodologias Ágeis e para que servem? | 360 Explica

por Diego Rafael Santos | 03/08/2021

Ágil se refere a um conjunto de métodos e práticas baseados nos valores e princípios do Manifesto Ágil, o que inclui colaboração, auto-organização, e equipes multidisciplinares.

Garantir uma entrega coerente em relação aos objetivos definidos e com uma execução bem-feita é o principal desafio de qualquer projeto. Pensando em maneiras de facilitar esse processo, foram criadas as Metodologias Ágeis.

A saber, os modelos mais tradicionais de gestão de projetos são compostos por processos longos e com objetivos definidos; porém, sem muitos detalhes sobre os caminhos recomendados para atingi-los. As Metodologias Ágeis contam com uma proposta de processos mais curtos, com entregas em menor espaço de tempo, focando principalmente na melhoria e no alinhamento da equipe. Com isso, a identificação de falhas se torna mais fácil, permitindo maior flexibilidade em relação à forma de trabalho da equipe e gerando soluções mais aderentes às necessidades dos clientes. Baseado nisso, cada vez mais empresas têm apostado nos famosos métodos ágeis – como Scrum, Lean e Kanban – para deixar o seu trabalho mais assertivo e eficiente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas afinal, o que define uma metodologia ágil?

Em 2001, 17 profissionais se reuniram para redefinir os modelos existentes de desenvolvimento de projetos e falar sobre as Metodologias Ágeis, na época conhecidas como “Métodos Leves”. Mesmo com práticas e teorias diferentes, eles concordaram com alguns requisitos necessários e criaram o Manifesto Ágil, que possui 4 valores e 12 princípios.

Valores

  • Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas. O desenvolvimento de projetos é uma atividade humana e a qualidade da interação entre as pessoas pode favorecer a resolução de problemas crônicos. Processos e ferramentas são importantes, mas devem ser simples, úteis e favorecer a colaboração entre a equipe.
  • Projeto entregue mais que documentação abrangente. O maior indicador de que uma equipe realmente desenvolveu algo é a solução proposta funcionando conforme as necessidades do cliente. A documentação também é importante, mas deve ser somente o necessário.
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos. É necessário atuar em conjunto com o cliente e não “contra” ele. O que deve ocorrer é colaboração, tomada de decisões em conjunto e trabalho em equipe.
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano. O desenvolvimento de soluções e produtos geralmente faz parte de um ambiente de alta incerteza, não sendo produtivo focar em planos enormes e cheios de premissas. O que deve ser feito é aprender com as informações e feedbacks e adaptar o plano sempre que necessário.
Imagem extraída de Unsplash

Princípios

  • Satisfação do cliente: A maior prioridade está em satisfazer o cliente por meio da entrega adiantada e contínua de valor.
  • Mudança em favor da vantagem competitiva: Mudanças de requisitos são bem-vindas, mesmo em fases tardias do desenvolvimento.
  • Prazos curtos: Fazer entregas frequentes e funcionais, geralmente em períodos de no máximo quatro semanas.
  • Trabalho colaborativo: Tanto pessoas relacionadas a negócios como desenvolvedores devem trabalhar em conjunto, diariamente, durante todo o curso do projeto.
  • Ambientação e suporte: Para construir projetos ao redor de indivíduos motivados, é preciso dar a eles o ambiente e suporte necessários, confiando que farão seu trabalho.
  • Conversa direta: O método mais eficiente de transmitir informações para um time é por meio de uma conversa cara a cara.
  • Funcionalidade: Uma solução funcional é a medida primária de progresso.
  • Ambiente de sustentabilidade: Processos ágeis promovem um ambiente sustentável, com patrocinadores, desenvolvedores e usuários sendo capazes de manter passos constantes.
  • Padrões altos de tecnologia e design: Contínua atenção a excelência técnica e bom design aumenta a agilidade.
  •  Simplicidade: Evitar o desperdício no desenvolvimento de um produto ou serviço através da não realização de trabalho que não é necessário.
  •  Autonomia: As melhores ideias e soluções emergem de times auto-organizáveis.
  •  Reflexões para otimizações: Em intervalos regulares, o time deve refletir em como ficar mais efetivo e, com isso, otimizar seu comportamento e atitude.

Como funciona o Manifesto Ágil, na prática?

Os valores e princípios não significam que processos, documentação, negociação ou planos sejam ruins, apenas que o principal a ser valorizado é o indivíduo, as relações que o envolvem e a flexibilidade para aceitar mudanças. Com base nisso, o cliente vem sempre em primeiro lugar. Então, se ele mudar de ideia, no meio do caminho ou não gostar de algo, tudo bem! Basta realinhar as expectativas e seguir em frente, sempre com foco em entregas de qualidade.

É exatamente por isso que os Métodos Ágeis são baseados em ciclos curtos e comunicação, garantido o alinhamento constante da equipe durante todo o projeto para que o sucesso seja garantido.

Imagem extraída de Unsplash

Quais as vantagens de utilizar os Métodos Ágeis?

Independente do método escolhido, a agilidade otimiza o trabalho e reduz desperdícios, promovendo um direcionamento claro para que toda entrega seja de valor. Além disso, vale destacar outras vantagens como:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Aumento da independência e produtividade da equipe;
  • Melhora na comunicação de todos os envolvidos, inclusive com o cliente.;
  • Definição mais clara dos objetivos, aumentando a assertividade; e
  • Melhoria da relação entre as pessoas, aumentando a satisfação do cliente.
Imagem extraída de Unsplash

Mas quais são as principais Metodologias Ágeis?

Uma empresa pode trabalhar não só com uma, mas com várias metodologias simultaneamente. A seguir, os principais Métodos Ágeis que merecem destaque!

Scrum

  • Framework que possui foco no gerenciamento de projetos, dividindo-se em ciclos curtos com entregas rápidas e melhorias constantes.
  • O Scrum começa com o Dono do Produto, o qual representa os interesses do cliente, e tem autoridade para dizer o que vai fazer parte do produto final ou não. O Dono do produto é encarregado de fazer o Backlog – uma lista de tarefas, exigências e necessidades do cliente.
  • Em seguida vem o Sprint, que é um período de tempo pré-determinado dentro do qual a equipe completa um conjunto de tarefas do Backlog. Cada Sprint termina com uma revisão, em que a equipe analisa seu trabalho e discute maneiras de melhorar o próximo Sprint.
Imagem extraída de zup.com

Um princípio importante do Scrum é a ideia de transparência. Todos na equipe devem saber o que outros estão fazendo, os progressos que estão acontecendo e onde a equipe quer chegar. Para isso, são realizadas as daily scrum, reuniões diárias rápidas com duração máxima de 15 minutos. Essas reuniões visam repassar as atividades do dia anterior e planejar o dia de trabalho que se inicia.

A saber, com a execução de todos os Sprints, a equipe entrega o produto final totalmente focado no cliente.

Kanban

Um dos métodos mais simples, que consiste basicamente em criar um quadro com as colunas:

Lean

Possui foco na identificação e eliminação de desperdícios, entregando o que é realmente necessário e reduzindo custos e complexidade.

SMART

Uma ótima opção para criar metas e projetos realistas. Seus 5 princípios são:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Specific (específico): a meta deve ser específica.
  • Measurable (mensurável): deve haver um jeito de saber que o objetivo foi cumprido.
  • Achievable (alcançavel): pode ser desafiador, mas deve ser possível e realista.
  • Relevant (relevante): precisa ser importante para o resultado final e para a empresa ou cliente.
  • Timely (temporizável): precisa ter um prazo definido.

É importante frisar que não há a “melhor metodologia”, mas a solução mais adequada dentro do contexto do seu negócio ou projeto.

Como já falamos aqui no Engenharia 360, a transformação digital já é uma realidade em muitas empresas. Nesse contexto, contar com métodos ágeis é fundamental. Por exemplo, segundo um estudo sobre Indústria 4.0 realizado pela PWC, 81% dos executivos analisados acreditam que as Metodologias Ágeis são necessárias para uma transformação digital bem-sucedida e elevação do desempenho do negócio. É exatamente por isso que a cultura ágil vem se tornando cada vez mais comum.

Você já conhecia as Metodologias Ágeis? Já trabalhou em um scrum? Compartilha sua experiência com a gente nos comentários!


Fonte: TOTVS, Scrum.org, Trello.

Comentários

Engenharia 360

Diego Rafael Santos

Engenheiro Químico. Atua na indústria de aminoácidos com desenvolvimento e implementação de estratégias de transformação digital (Indústria 4.0). Apaixonado por games, música e tecnologia.