Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Mãe e filha erguem casa com mais de 4 mil garrafas após ameaça de despejo

por Redação 360 | 31/03/2021

Edna Gabrielly e Maria Gabrielly, de maneira sustentável, se reinventaram em meio à pandemia

Mãe e filha resolveram deixar a cidade de Curitiba, no Paraná, e mudaram-se para Pernambuco em busca do sonho de morar no litoral e começar uma nova vida. 

Contudo, passado um ano da mudança de cidade, ambas se viram em um situação extremamente delicada, sem conseguir emprego e com as economias esgotando, acabaram sendo ameaçadas de despejo do local onde moravam. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo a mãe, em entrevista ao G1, o momento difícil motivou a construção.

“Tem muita dificuldade no meio do caminho. Só que quando a dificuldade está na sua frente, você tem que achar uma saída para ela. São barreiras que você tem que ir derrubando. E a gente fez isso, né?”. 

Afinal, ambas enfrentaram o problema de frente, arregaçaram as mangas encontrando uma maneira bastante sustentável para resolver o problema: ergueram uma casa com 4.298 garrafas de vidro recolhidas do lixo

Era o fim de um pesadelo e o começo de um sonho na Ilha de Itamaracá em Pernambuco. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A saber, mãe e filha não possuíam qualquer experiência com construção de casas e por isso tiveram que pesquisar muito sobre o assunto para colocar o projeto em prática, tudo isso em meio a pandemia da Covid-19. 

Todavia, a filha, Maria Gabrielly, afirmou também ao G1:

“Terminar a nossa casa é mostrar que nós duas, duas mulheres negras, fortes, construíram a primeira casa de garrafas de vidro do estado de Pernambuco. Catadas no lixo do mangue, em cima de um erro de muitas pessoas. O primeiro processo disso tudo é não ter medo de colocar a mão na massa mesmo, e não sentir vergonha. De se sentir também forte o suficiente, capaz o suficiente para fazer isso”.

A história de Edna demonstra toda a força e luta, comum a muitas famílias brasileiras. Filha de pais analfabetos, começou a trabalhar aos 12 anos, largou os estudos e criou sozinha seus dois filhos. 

Entretanto, aos 35 anos resolveu voltar a estudar e formou-se em Gestão Pública. Já a filha conseguiu bolsa em uma faculdade de moda no Recife.

Casa de garrafas de vidro
Maria Gabrielly na casa feita com garrafas de vidro

Sustentabilidade 

A história de Edna e Maria Gabrielly demonstra um enorme exemplo de sustentabilidade com o uso das garrafas que seriam descartadas indevidamente em um mangue. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Levantar uma casa com garrafas de vidro significa não só preservar o meio ambiente, mas corroborar para uma vizinhança mais limpa e também dar o exemplo – algo necessário à sociedade brasileira atualmente.

Lembrando que o tema sustentabilidade entra em debate ano após ano por governos, instituições ambientais e na sociedade de modo geral. No entanto, o Brasil ainda engatinha a respeito deste assunto perto de outras nações.

Por aqui, o que mais funciona atualmente é a reciclagem de alumínio, sobretudo das nossas conhecidas latinhas de refrigerante e cerveja. Plástico e vidro, contudo, ficam muito para trás nessa estimativa.

Problemas cotidianos seriam evitados

O descarte de lixo indevidamente pode acarretar em diversos danos ao meio ambiente, dentre os mais comuns podemos destacar:

  • Entupimento das galerias pluviais 
  • Poluição de rios e mares
  • Formação de ilhas de lixo
  • Destruição da fauna e flora aquática 
  • Proliferação de diversas doenças como por exemplo a dengue
  • Entre outros 

Dessa maneira, fica clara a importância do engajamento da mãe e sua filha, gerenciando e aplicando sustentavelmente resíduos que antes eram descartados a céu aberto, podendo corroborar para a destruição do meio ambiente

Adotar práticas sustentáveis podem realmente fazer a diferença para o meio ambiente, podemos destacar algumas delas:

  • Utilização de fontes de energias renováveis e limpas
  • Uso apropriado de recursos minerais 
  • Reciclagem do lixo
  • Utilizar meios de transporte não poluentes 
  • Usar devidamente a energia elétrica e a água 
  • Reflorestamento e valorização de áreas verdes
  • Promover e aplicar os conceitos de sustentabilidade

Fonte: G1

E então, curtiu conhecer essa história? Compartilhe este artigo com os seus amigos!

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.