Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Essa máquina CNC é maior do que um campo de futebol

Engenharia 360

3 min

POR Colaboradores BDE 23/06/2012

Se você é fascinado pela área de Processos de Fabricação da Engenharia Mecânica, vai babar nessa máquina.

Máquina esculpindo casco de navio


Para quem não sabe o que é uma máquina CNC, olha só, a sigla CNC (Comando Numérico Computadorizado) refere-se basicamente a um controlador numérico que permite o comando de máquinas-ferramenta (tornos, fresas, etc) ou centros de usinagem. Ele permite o controle simultâneo de vários eixos atrás de uma lista de movimentos num código específico, que funciona como um sistema operacional. Nós, engenheiros mecânicos, aprendemos normalmente o básico dessa programação (utilizamos a base teórica de ICC – Introdução à Ciência da Computação, também chamada de Introdução a Algoritmos, em algumas universidades), mas o trabalho no dia-a-dia da indústria é feito por um operador treinado para tal. É claro que existem máquinas mais avançadas onde só é necessário carregar o arquivo referente ao projeto da peça no software da máquina e ela cria executa a fabricação automaticamente, mas o valor delas também é elevado: algumas centenas de milhares de reais.
O NC (Comando Numérico) foi criado pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts – EUA) e dada a necessidade na segunda guerra mundial de peças com alta precisão, ele evoluiu para o CNC. Com isso atingiu-se o objetivo com peças complexas e de grande precisão, especialmente associadas a programas CAD/CAM
Voltando ao assunto principal desse post, essa “pequena” é o futuro da produção industrial. Construída pela EEW Maschinenbau na Alemanha, a HSM-Modal, como é chamada, é um centro de processamento de alta velocidade com 5 eixos. À primeira vista, ela trabalha como qualquer outra plataforma CNC (mesmo os modelos de mesa): é basicamente um braço mecânico se movimentando no espaço em três dimensões sob os comandos de um programa CAD. Seu tamanho funcional, porém, coloca a HSM-Modal em outro nível.

A Modal opera em uma área gigantesca, funcionando em até 150 metros no eixo X, 9 metros ao longo do seu eixo Y e mais de 4 metros verticalmente, pelo eixo Z. Ela pode rotacionar 270º e girar sua ponta 190º (um feito impressionante considerando até onde as pontas giratórias vão). Além disso, sua construção em fibra de carbono e alumínio fazem a Modal ser extremamente leve, o que significa que a máquina, apesar do seu tamanho, consuma entre 5 e 7 kW por hora.
A HSM-Modal é bem versátil também, dependendo de qual ferramenta estiver usando. Ela é capaz de moer, serrar, polir e outras peripécias, além de realizar cortes com jatos de água, plasma, laser e ultrassônico — tudo com precisão submilimétrica.
A impressionante lista de habilidades permite que a HSM-Modal realizar a fundição de areia para o molde de peças, um processo ainda hoje feito quase sempre manualmente. Ela faz fundições em um quarto do tempo que um humano leva em média. Ela também consegue esculpir cascos de barcos a partir de uma peça única através de extrusão e moagem do caso no formato desejado. Até mesmo a indústria automobilística encontrou uso para a máquina, fazendo mock-ups de modelos em escala.
E aí, babou ou não?
Fonte: Instituto de Engenharia

CAD
cinco eixos
gigante
máquina cnc
processos de fabricação

Colaboradores BDE

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
Tesla está trabalhando em ventiladores pulmonares feitos com partes de carros
6 dicas para otimizar seu home office | Lista 360
Robô delivery de medicamentos desenvolvido pela USP pode evitar contágio por coronavírus
Bioesterelizador desenvolvido em universidade paraibana pode atuar como mais uma frente contra coronavírus
O que é desinfecção ultravioleta e como esse conceito está sendo usado na pandemia de coronavírus
Como machine learning pode ajudar a driblar a resistência a antibióticos?
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ