Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como calcular escalas, rampas e telhados?

por Simone Tagliani | 11/03/2022 | Atualizado em 22/03/2022

Consegue imaginar como é difícil projetar um edifício? Uma coisa é certa, não basta apenas pegar um papel e lápis e sair desenhando. Não é à toa que existem cursos de faculdade que ensinam isso. Sim, algumas informações todos nós já temos na cabeça e poderíamos responder sem ajuda profissional. Mas e quanto a calcular escadas, rampas e telhados? Para quem, além de tudo, ainda tinha dificuldades de entender Matemática na escola, fica complicado! O texto a seguir traz um resumo simples para ajudar você nestes detalhes técnicos e garantir projetos de construção e reforma mais perfeitos para a sua casa! Confira!

Como calcular…

Tamanho de escadas

Estamos falando aqui em como determinar quantos degraus a escada da sua casa deve ter. Bem, esse cálculo começa dividindo a altura total de um piso ao outro – de um e outro andar – por 0,18 m, pois esta é a altura máxima de um degrau. Então, para se chegar ao comprimento da escada, multiplica-se o número de degraus encontrado por 0,25 m – pois esta é a profundidade mínima para um degrau.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esse comprimento pode ser medido em planta em linha reta ou formando desenhos tipo “U”, “L”, em curvas ou “caracol”. Só não esqueça, se a escada for muito longa, de prever patamares de descanso – degraus diferenciados, cuja profundidade é de 80 cm, para garantir uma boa circulação. E se existir pouco espaço, podem ser feitos no máximo 4 degraus em cada patamar quadrado, fazendo a curva.

elementos estruturais
Imagem reprodução de Cálculos da Arquitetura

Inclinação de rampas

Nem sempre as escadas são suficientes em uma casa. Pessoas com limitações motoras, por exemplo, vão precisar de soluções como elevadores e rampas para acessar diferentes níveis de uma edificação. Mas quais as dimensões apropriadas para rampas gerais confortáveis e eficientes para todos, a partir de considerações de acessibilidade universal? Bem, vamos lá! A forma básica para encontrar a inclinação de uma rampa, em porcentagem, é (altura/diagonal) x 100.

Assim, qual seria a inclinação de uma rampa para vencer 1 m de altura de desnível de pisos? Isso mesmo! Seria 10%! Inclusive, na maioria dos manuais técnicos você encontrará como indicação de inclinações entre 8,33% a 12% para um desnível de 1 m de altura. O certo é que, se a rampa for curtinha, com até 1,5 m de comprimento, pode-se aceitar uma inclinação de até 12% – ou 10%, que seria equivalente a um degrau de 30 cm. Depois disso, até 3 m, a inclinação já deve ser de 10%. Ou para uma sessão de 9 m, uns 8%. Lembrando que depois disso, a rampa precisa ter descansos em seu trajeto.

Dentro de casa, podemos pensar em porcentagens ainda menores, pensando em poupar esforço das pessoas. Por exemplo, para idosos que subirem uma altura de até 75 cm, seria bom 5%. Já para subir um andar de 3 m, uma rampa com inclinação de 8%; já dois ou três andares, uma inclinação de 6%. Por exemplo, a pessoa é idosa e quer subir 2 m. Qual o comprimento deve ter a rampa? Bem, vamos adotar 6% de inclinação, certo? Então, 6 = (2m / d) x 100; d = 2 m/ 0,06, d = 33 metros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

elementos estruturais - calcular
Imagem reprodução de Alana Vitti Arquitetura & Interiores – WordPress
elementos estruturais
Imagem reprodução de Layout1

Inclinação de telhados

Existem telhados planos, mas também telhados com várias abas caídas, que os projetistas chamam de “águas”. Pois as “águas” de um telhado têm, obviamente, uma inclinação. Já percebeu que em zonas mais frias essa inclinação é maior? Isso é feito para que a neve que cai no inverno não se acumule sobre a casa, sobrecarregando a estrutura de toda a edificação, que poderia vir a baixo com esse peso excessivo. Viu, então, por que é importante calcular um telhado? Aliás, até telhados planos não são verdadeiramente planos. Eles apresentam um leve caimento para o escoamento da água da chuva. Afinal, é para isso que servem os telhados sobre as construções!

Sabendo a inclinação do telhado, pode-se conhecer a área de cobertura, o comprimento do beiral e o tipo de cumeeira lá no topo, na parte mais alta – intersecção das “águas”, facilitando a escolha das telhas, por exemplo. Cada fabricante expõe na sua caixa a porcentagem de inclinação que indica para o uso do seu produto. Mas, por hora, basta dizer que a maioria das telhas são colocadas numa inclinação entre 10% e 30%.

A primeira coisa que se precisa saber é o tamanho que esse telhado deve ter. Digamos que seja uma meia-água que irá cobrir 2 m de varanda e que a telha comprada deve ser colocada em 20% de inclinação. Então, 20% / 200 = 40. Isso quer dizer que a cada 2 m da horizontal, o telhado deve subir 40 cm na vertical. E se quiser aumentar a cobertura para 2,50 m? 20% / 250 = 50 cm. Ou se a telha for para 30% de inclinação e a “água” do telhado precisar cobrir 4 m? Resposta: 1,20 m deverá ser a medida do oitão da casa. Pronto! Está calculado o telhado!

elementos estruturais - calcular
Imagem reprodução de A Arquiteta

Veja Também: Quais são os tipos de telhas para telhados que existem? | 360 Explica


Fontes: Dicas de Arquitetura, ArchDaily, Nacional Telha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais e Jornalismo Digital; e proprietária da empresa Visual Ideias.